Moderninha Pro: como funciona a maquininha de cartão do PagSeguro UOL

Por Redação | 19 de Novembro de 2018 às 20h15
Tudo sobre

UOL

Saiba tudo sobre UOL

Ver mais

O PagSeguro UOL, que também disponibiliza a máquina para leitura de cartões Minizinha, tem em sua lista de produtos a Moderninha Pro. Ela já é mais independente e com mais recursos, além de também não possuir taxas de adesão ou mensalidades, e de contar com a garantia de 5 anos oferecida pela fabricante.

Uma das suas vantagens é o fato dela não precisar de um smartphone para realizar a configuração inicial, nem mesmo para você iniciar suas vendas. Na hora de solicitar uma, o PagSeguro pede para que você selecione uma operadora móvel para que um chip, daqueles tradicionais, seja enviado com ela.

Vale lembrar que para solicitar uma Moderninha Pro você precisará escolher uma operadora de telefonia para o envio do chip. A solicitação da maquininha do PagSeguro pode ser feita por pessoas físicas ou jurídicas. As que optarem, poderão incluir suas contas bancárias para realizar as retiradas.

  • Você pode adquirir sua Moderninha Pro aqui

Esse formato indica, basicamente, isto: a Moderninha Pro tem conexão Wi-Fi, GPRS e 3G, logo elimina a necessidade de um smartphone para funcionar, mas ainda mantém o Bluetooth. Este, por sua vez, permite que a máquina de cartões seja usada, em conjunto com um smartphone ou tablet com o app PagSeguro Vendas (Android e iOS), como frente de caixa.

Ela ainda traz um slot para cartão de memória, pode imprimir comprovante de venda (além de realizar vendas mesmo que sem bobina) e suporte NFC, que será habilitado posteriormente pela fabricante.

Ela também tem um display LCD de (128 x 32 pixels) sensível ao toque e bateria com duração estimada de 6 horas de uso.

Moderninha Pro (Foto: Leonardo Pavini / Canaltech)

Como usar a Moderninha Pro

A configuração inicial da Moderninha Pro é é bastante simples. Com ela em mãos, você precisará acessar o menu de configurações, selecionar sua rede Wi-FI e digitar a senha. Isso já elimina a parte do smartphone para a configuração inicial, mas para usar o app PagSeguro Vendas você vai precisar, claro, de um dispositivo móvel.

Seguindo os passos de outros modelos do PagSeguro, a Moderninha Pro também tem aceitação vasta para cartões de débito, crédito e refeição. Estas são as bandeiras compatíveis:

  • Débito: Maestro, Visa Electron, Elo, Banri Compras, Cabal Débito;
  • Crédito: MasterCard, Visa, Elo, Hipercard, Hiper, Cabal, American Express, Diners;
  • Voucher/Refeição: Alelo, Sodexo, Ticket, VR.

Além do leitor de chip propriamente dito, ela também conta com o leitor de tarja direto na máquina. No kit inicial, o PagSeguro envia bobinas de papel gratuitamente, mas as próximas também serão enviadas gratuitamente quando o seu kit acabar.

O sistema do PagSeguro calcula quanto de papel você ainda tem com base nas suas vendas, e então envia um novo kit de bobinas antes que você fique na mão. A propósito, o envio do comprovante de venda também pode ser feito via SMS ou e-mail.

Você também pode acompanhar suas finanças, transações e uso do cartão pré-pago no aplicativo Minha Conta, disponibilizado pelo PagSeguro para dispositivos Android e iOS.

A propósito, o PagSeguro permite que a Moderninha Pro seja compartilhada com até 6 contas de usuários diferentes. Por exemplo, se você realizar vendas na sua loja com ela, mas algum parente também precise fazer usos esporádicos de vendas, os relatórios têm a possibilidade de ficar separados.

Moderninha Pro (Foto: Leonardo Pavini / Canaltech)

Taxas e pagamentos

Seguindo os moldes do PagSeguro, que também se aplicam aos outros modelos de leitores de cartão da companhia, a Moderninha Pro também carrega as mesmas tarifas:

Para vendas (à vista) no débito: a taxa é de 1,99% por 1 ano, e após o período ela é substituída por uma taxa de 2,39%, considerando o recebimento do dinheiro na Conta Digital em 1 dia.

Para vendas (à vista) no crédito: a taxa pode ser alterada de acordo com a modalidade e do tipo de cartão. Para o recebimento do saldo em 30 dias, a taxa é de 3,19% (transação com chip) ou 3,59% (transação com tarja). No caso do parcelamento no crédito, as taxas mudam para 3,79% (no chip) ou 4,99% (na tarja), com o acréscimo de 2,99% ao mês -- seguindo a quantidade de parcelas.

Há também a possibilidade de repassar as taxas cobradas pelas parcelas (2,99% ao mês) para os clientes, embora essa seja uma atividade praticada no ato da venda, com aceitação de ambas as partes (vendedor e comprador). No site do PagSeguro, no app PagSeguro Vendas e no próprio aplicativo, há maneiras de se calcular o valor das taxas. É importante, também, ficar atento para possíveis alterações em taxas de venda.

O saldo de suas vendas é enviado para a Conta Virtual em até 1 dia (dependendo do modelo de venda), e depois você pode solicitar a transferência para a sua conta bancária. Se preferir, por outro lado, ainda há o cartão pré-pago (Mastercard internacional) do PagSeguro para realizar as transações.

Ele pode ser solicitado gratuitamente na hora de fazer o pedido de uma Moderninha Pro e, nesse caso, não precisa de nenhuma conta bancária. Com ele, você movimenta o saldo de suas vendas, pode fazer compras (físicas ou online) e ainda fazer saques em redes de caixas eletrônicos. A taxa por saque é de R$ 7,50 nos terminais da Rede Cirrus.

Usuários que optarem por usar o CPF para cadastro também precisarão de uma conta poupança ou corrente com o mesmo número de documento cadastrado. Por outro lado, usuários CNPJ precisarão de uma conta jurídica.

Moderninha Pro (Foto: Leonardo Pavini / Canaltech)

Para quem a PagSeguro Moderninha Pro é?

A Moderninha Pro é bastante versátil, mas não tão portátil assim. Ela traz adicionais interessantes como um limite maior de vendas diárias, aceita cartões de diversas bandeiras, imprime recibos e ainda pode ser compartilhada para outras atividades, por exemplo. E isso considerando que ela não necessita de um smartphone para ser configurada ou realizar vendas.

Vendedores informais, autônomos, prestadores de serviços e outros podem se beneficiar com as vantagens dela. No entanto, a sua aplicação faz ainda mais sentido para estabelecimentos, sejam alimentícios ou de produtos, como para outras atividades semelhantes.

Por outro lado, a Moderninha Pro tem tamanho e peso exagerados para quem pensa em carregá-la numa bolsa ou mochila. Pensando em entregadores, sua autonomia também poderia exigir uma nova recarga em algum período, já que não tem carga suficiente para funcionar o dia inteiro realizando transações.

Ela também tem custo mais elevado, sendo comercializada por R$ 718 à vista ou em 12x de R$ 59,90.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.