Publicidade

Escolha do analista: melhor celular para fotografia com preço justo

Por| Editado por Léo Müller | 28 de Dezembro de 2021 às 14h00

Link copiado!

Erick Teixeira/Canaltech
Erick Teixeira/Canaltech

Uma das principais preocupações dos consumidores na hora de escolher um celular novo é a qualidade da câmera do dispositivo. Com tantas redes sociais para postar imagens e vídeos, é natural que esse seja um dos principais aspectos de um smartphone.

Mas, com tantas opções disponíveis no mercado, que oferecem um conjunto com até cinco câmeras traseiras, fica difícil decidir qual irá melhor atender as necessidades sem pecar em outros aspectos, como o desempenho geral.

Com isso, separei a minha escolha para o melhor celular para fotografia e vou argumentar porque essa pode ser a melhor escolha.

Continua após a publicidade

Antes de mais nada, gostaria de destacar que levei em consideração não só a qualidade da câmera, como as especificações gerais do dispositivo e também um preço mais acessível em relação à concorrência.

Dessa forma, existem alternativas ainda melhores do que o meu escolhido no quesito fotografia, mas elas não oferecem o mesmo custo-benefício.

Melhor celular para fotografia com preço justo

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Dito isso, destaco o Samsung Galaxy A72 — intermediário premium lançado pela Samsung no primeiro trimestre deste ano — como o melhor celular para fotografia com preço justo. Confira o que me levou a chegar à essa conclusão:

Samsung Galaxy A72: 4 câmeras traseiras; principal de 64 MP

Enquanto muitos modelos figuram com câmeras triplas na traseira e alguns até ousam a oferecer cinco sensores, o Galaxy A72 fica no meio disso, com uma configuração quádrupla atrás e uma lente frontal para completar as especificações.

Continua após a publicidade

E não é só no número de obturadores em que ele se destaca, mas também nas características de cada um.

O smartphone conta com um sensor principal de 64 MP, com abertura f/1.8, estabilização óptica e tecnologia de foco automático PDAF. A segunda lente é uma ultrawide — ideal para capturar imagens com um campo de visão maior — e tem resolução de 12 MP com abertura f/2.2.

Para completar as especificações, o aparelho tem uma lente teleobjetiva de 8 MP com abertura f/2.4 e uma macro de 5 MP com f/2.4. É importante destacar que algumas vezes as fabricantes preferem reduzir a resolução desta última para 2 MP, mas não é o caso da Samsung com o Galaxy A72.

Na frente, o smartphone conta com uma câmera de selfies com resolução de 32 MP e abertura f/2.2.

Continua após a publicidade

Outra vantagem do conjunto de lentes do Galaxy A72 é que o modelo pode filmar em 4K a 30 fps tanto com a câmera frontal quanto com a traseira.

Caso queira reduzir a resolução para 1080p, o usuário tem a opção de filmar a 30 ou 60 quadros por segundo com o sensor traseiro e 30 fps com o da frente.

É importante destacar que um trabalho bem feito das câmeras não é só responsabilidade do hardware incluso no aparelho, mas também do software. Neste caso, o aplicativo nativo da câmera da Samsung também desempenha um importante papel para a qualidade geral do dispositivo.

Qualidade de imagem

Continua após a publicidade

O conjunto de câmeras do Galaxy A72 não é bom só na teoria, mas agrada bastante na prática. A lente principal do aparelho oferece imagens com boa definição e alcance dinâmico. Seu pós-processamento também colabora bastante para que o resultado final seja ainda melhor.

Além disso, o aplicativo nativo de câmera oferece, ainda, o Modo Pro e o recurso permite ao usuário realizar várias modificações para deixar a imagem mais de acordo com seu gosto. Isso é interessante principalmente para os mais exigentes, que não curtem o modo padrão do telefone.

Dentro deste modo avançado, o usuário pode alterar definições como balanço de branco, foco, velocidade do obturador e ISO.

Continua após a publicidade

A lente ultrawide conta com uma resolução menor do que a principal, mas ainda carrega bastante aspectos positivos, como cores bem vivas e um ótimo alcance dinâmico.

Já o obturador telefoto permite ao usuário aproximar uma foto em até 30 vezes com um zoom digital ou 3 vezes com o sensor óptico. As imagens, porém, entregam um resultado mais satisfatório se aproximado em até 10 vezes.

Por fim, a lente macro — que conta com resolução de 5 MP — é excelente para capturar imagens mais de perto com muito mais detalhes. Apesar da resolução baixa, a câmera é bem competente em atingir o seu objetivo.

Continua após a publicidade

Em selfies, o Galaxy A72 conta com um sensor de 32 MP e mantém a qualidade já conhecida da série, com uma boa resolução e a presença de cores vibrantes. O modo retrato também é capaz de fazer um bom recorte do fundo, mas peca bem pouco em alguns cenários mais complexos e com muitos detalhes ao fundo.

Por sua vez, o Modo Noturno é capaz de entregar um bom resultado com excelente definição, caso o usuário capture as imagens com a lente principal. Neste caso, as fotos contam com bastante definição e o pós-processamento entrega um resultado com bem pouca perda de detalhes.

Galaxy A72: intermediário com os pés no topo de linha

Continua após a publicidade

Parafraseando o título do nosso review do Galaxy A72, podemos dizer que o celular, de fato, é um intermediário que flerta com o segmento dos topos de linha. Isso porque seu chipset Snapdragon 720G oferece uma boa performance, o que o deixa bem próximo de flagships.

Isso — combinado com até 8 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento interno — o torna excelente para executar até mesmo tarefas mais pesadas, como jogos. Também é possível ter um grande espaço interno para guardar fotos, vídeos, músicas e aplicativos.

O aparelho ainda conta com um alto-falante estéreo, que é responsável por oferecer uma qualidade de áudio mais avançada. Já sua certificação IP67 garante que ele tenha mais resistência à água e à poeira. O celular pode até ser submerso em água doce por até 30 minutos.

O telefone também está incluso no programa de atualizações trimestrais da fabricante. Isso quer dizer que a cada três meses, ele deve receber novos patches do Android, para aumentar o nível de segurança do dispositivo.

Continua após a publicidade

Por fim, ele é alimentado por uma bateria com capacidade de 5.000 mAh, que o ajuda a passar mais tempo longe da tomada. Sua tela Super AMOLED também contribui bastante neste quesito, já que esse tipo de display é bem eficiente na economia de energia.

Galaxy A72 — Ficha Técnica

  • Tela: 6,7 polegadas, resolução Full HD+, Super AMOLED, 800 nits, taxa de atualização de 90 Hz;
  • Chipset: Snapdragon 720G;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 64 MP (principal, f/1.8) + 12 MP (ultra grande-angular, f/2.2) + 5 MP (macro, f/2.4) + 8 MP (telefoto,f/2.4);
  • Câmera frontal: 32 MP;
  • Dimensões: 77,4 x 165,0 x 8,4 mm;
  • Peso: 203 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: certificação IP67, recarga rápida, leitor de digitais na tela, alto-falantes estéreo, Dolby Atmos, zoom óptico de 3x;
  • Cores disponíveis: azul, preto, branco, violeta;
  • Sistema operacional: One UI 3.1 sob o Android 11.

Alternativa mais cara

Continua após a publicidade

iPhone 13 Pro

Já se a sua intenção é adquirir, de fato, o melhor celular para fotografia, sem considerar o preço do aparelho, a melhor opção é pegar um iPhone 13 Pro.

O modelo lançado pela Maçã em setembro deste ano conta com um conjunto de três câmeras traseiras, todas com resolução de 12 MP, assim como a câmera frontal.

A lente principal do iPhone 13 Pro conta com abertura f/1.5, enquanto a segunda tem f/1.8 e a última f/2.8. O aparelho também filma a 4K tanto com a câmera frontal quanto com a traseira.

Apesar de a resolução das câmeras serem inferiores a muitos celulares Android, a Apple é conhecida por “compensar” isso com um hardware melhor em outros aspectos, além de um software mais trabalhado para a câmera, que entrega um resultado muitas vezes superior aos modelos que contam com o sistema do Google.