Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple não planeja lançar Macs em 2022 e novo anúncio fica para março

Por| Editado por Wallace Moté | 31 de Outubro de 2022 às 10h49

Link copiado!

Apple
Apple
Tudo sobre Apple

Após uma crescente expectativa para lançamento de novos Mac e MacBook com processadores M2 em novembro deste ano, dois informantes renomados apontam o inesperado: a Apple não deve apresentar novos computadores e notebooks em 2022. Em vez disso, a chegada de novo hardware deve acontecer apenas no início de 2023, contrariando todas as expectativas e previsões que vinham sido feitas até então.

Em sua coluna semanal Power On, o jornalista Mark Gurman do Bloomberg revelou neste último domingo (30) que "a Apple pretende apresentar modelos atualizados [de Macs] no primeiro trimestre de 2023", ressaltando que o lançamento dos próximos macOS Ventura 13.3 e iOS 16.3 estaria ligado ao anúncio, com tais versões sendo liberadas aos usuários apenas no primeiro trimestre do próximo ano.

Continua após a publicidade

Outro rumor publicado pela conta yeux1122 no fórum Naver afirma com base em fontes da cadeia de produção que os novos MacBook Pro de 14" e 16" não serão lançados até o início de 2023.

Como a Apple não costuma anunciar novos produtos entre janeiro e fevereiro, é extremamente provável que a apresentação dos novos dispositivos aconteça apenas em março.

Embora seja muito aguardada a chegada de novos modelos de MacBook Pro com processadores M2 Pro e M2 Max (versões ainda mais poderosas do chip M2 para suceder M1 Pro e M1 Max), há expectativa para anúncio de outros computadores com processadores atualizados.

O Mac Mini, por exemplo, pode finalmente receber a aguardada atualização de processador e design ainda mais compacto. Um novo iMac com processador mais poderoso também seria bem-vindo, mas não há grandes garantias a respeito do seu lançamento para o início de 2023.

Mais detalhes relacionados aos Mac e MacBook da Apple para o próximo ano devem surgir no decorrer dos próximos meses.

Fonte: Bloomberg e @yeux1122