Qual é o melhor iPhone em custo-benefício de 2023?

Por| Editado por Léo Müller | 03 de Novembro de 2023 às 16h00

Link copiado!

Eric Mockaitis/Canaltech
Eric Mockaitis/Canaltech

Apesar de os iPhones terem fama de caros e de a Apple só fabricar celulares top de linha, dá para dizer, sim, que existem alguns (poucos) modelos com bom custo-benefício.

Seja pelo preço coerente com as características proporcionadas, ou pelas atualizações físicas e até mesmo de sistema, é possível comprar aparelhos com preços justificados pelo que entregam. Confira ao longo do texto as alternativas que se enquadram melhor nesse diferencial.

Melhor iPhone custo-benefício: iPhone 13

Continua após a publicidade

O iPhone 13 é o modelo da Apple com melhor custo-benefício. O aparelho foi anunciado em 2021, mas ainda é fabricado em massa pela empresa, e isso garante que a vida útil dele, bem como a presença no mercado mobile, será maior.

Em conjunto com isso, o lançamento das linhas iPhone 14 e iPhone 15 permite que o produto fique com o preço mais estável, mesmo fora de períodos promocionais. Atualmente, é muito comum encontrá-lo por, em média, R$ 3.700.

É importante destacar que o iPhone 13 faz parte da segunda geração da Apple com conectividade 5G. Em conjunto com essa tecnologia, diversos aprimoramentos importantes foram realizados neste produto.

Para começar, a versão mais “barata” é comercializada com 128 GB de espaço interno, e isso garante mais liberdade para o usuário guardar arquivos no celular. Além disso, com o aprimoramento constante, entregue pelas atualizações do sistema, ter mais espaço permite que o uso por mais anos seja agradável.

Continua após a publicidade

Ainda em relação ao software, o celular foi anunciado com o iOS 15, e já está atualizado com o iOS 17.1. Considerando o tempo médio de updates do sistema cedido pela Apple, por volta de seis anos, há a possibilidade de o smartphone receber até o iOS 21, em 2027.

A respeito do desempenho e da autonomia, o Apple A15 Bionic faz conjunto com 4 GB de memória RAM para garantir a fluidez do aparelho. Já a bateria de 3.240 mAh garante o uso do celular por até 1 dia, e isso é um diferencial importante para quem usa iPhone.

Outro diferencial importante, atualizado no iPhone 13, são as câmeras. O sensor principal de 12 MP é o mesmo utilizado no modelo mais avançado de 2020, o iPhone 12 Pro Max. Como vantagem, o modelo custo-benefício da Maçã tem o sensor-shift, que é o melhor estabilizador imagens com foco em gravação de vídeos.

Continua após a publicidade

Além disso, ele tem recursos de gravação de vídeos em até 4K a 60 fps, HDR e Dolby Vision HDR, que permitem maior nitidez das cores, mesmo em baixa luz. E isso é vantajoso até mesmo para o preview no celular, já que a tela OLED é a melhor opção do mercado.

Melhor iPhone Pro em custo-benefício: iPhone 14 Pro

Continua após a publicidade

Mesmo que o seu preço, próximo aos R$ 7.500, não seja acessível para todos, o iPhone 14 Pro é o melhor modelo dessa linha, com foco em custo-benefício. O dispositivo de 2022 recebeu upgrades importantes na parte física.

Entre eles está o novo entalhe, chamado de Dynamic Island, que é mais responsivo e permite ao usuário a visualização de alguns elementos no recorte. Com isso, o notch presente nos modelos premium desde 2017 foi visualmente aposentado.

Conforme o esperado, o smartphone manteve a tela OLED com o recuso ProMotion, que faz a variação da taxa de atualização do display entre 10 Hz e 120 Hz. Entretanto, o brilho do painel passou a ter um pico de 2.000 nits, e isso é ótimo para a visualização de conteúdos sobre a luz do sol.

Continua após a publicidade

A respeito da performance, o 14 Pro foi o modelo que recebeu atualização em sua CPU, contando com o A16 Bionic, que entrega melhorias na sua velocidade e eficiência. A Apple manteve os 6 GB de memória RAM e a versão base com 128 GB de espaço interno.

Uma grande atualização do iPhone 14 Pro foi feita em sua câmera principal. O sensor de 48 MP recebeu lapidações para garantir fotos mais nítidas e ser eficazes em baixa luz, garantindo fotografias noturnas ainda melhores.

Nas outras duas câmeras traseiras, não foram feitas atualizações, mas o sensor frontal está com lente que traz abertura de f/1.8, e isso garante selfies mais nítidas. Com o novo modo Always on Display e a bateria de 3.200 mAh, a autonomia do celular está conseguindo manter o equilíbrio necessário para o usuário aproveitar os upgrades.