Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 dicas para tirar fotos melhores com seu iPhone

Por| Editado por Léo Müller | 27 de Dezembro de 2023 às 17h31

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/ Canaltech
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech
Tudo sobre Apple

O iPhone é considerado um dos melhores celulares topo de linha para fotografia. Por isso, vamos te dar dicas para tirar fotos melhores com o seu celularApple. Afinal, seja para uso nas redes sociais de forma pessoal ou profissional, o iOS tem recursos que podem te ajudar a fazer capturas melhores, desde que você saiba como usar.

1. Luz é tudo

Continua após a publicidade

Iluminação é um dos pontos mais importantes na hora de fotografar com o iPhone. Por mais que o pós-processamento garanta um bom equilíbrio de cores, quando a luz é muito amarelada, a fidelização das cores fica prejudicada, seja do tom de pele ou do ambiente em geral.

Uma solução para tentar driblar essa questão é alterar o estilo fotográfico para o “Frio”, que reduz a temperatura da foto. Dessa maneira, é mais fácil compensar certos aspectos da tonalidade em um programa de edição de imagem. No iPhone 15, é possível encontrar esse recurso em Ajustes > Câmera > Estilos Fotográficos.

Em locais com uma luz mais controlável, o ideal é sempre buscar luminárias de LED brancas, pois é mais fácil “dar tons quentes” para uma foto do que o oposto. Ao ar livre, a melhor solução é contar com a sorte, ou explorar a luz do sol em horários específicos.

Muitos fotógrafos afirmam que a “hora dourada”, entre as 16h e as 18h, é o momento ideal para fazer imagens mais bonitas. Obviamente, isso dependerá da criatividade e dedicação de cada pessoal para fazer os seus cliques mais instagramáveis.

Continua após a publicidade

2. Evite que as fotos fiquem tortas

Fotos lindas podem ser estragadas por falta de alinhamento. Então, é importante usar as ferramentas presentes na câmera do iPhone. Em Ajustes > Câmera, existem duas opções que precisam ser ativas: grade e nível.

O nível serve para que você saiba quando o celular está no eixo correto para a foto não sair torta. O recurso usa o giroscópio do smartphone para regular a posição certa para o iPhone. Na tela, aparece uma linha que ajuda a dar a percepção desse alinhamento, e há uma pequena sensação de vibração quando a orientação é corrigida.

Continua após a publicidade

3. Foco bloqueado e exposição

O bloqueio de foco é a forma mais fácil de tirar a foto de uma pessoa que está “modelando” para você. Com o corpo em primeiro plano, a fixação do foco permite que o fundo fique desfocado — o modo retrato é diferente — e outros elementos não sejam capturados com destaque sem necessidade, já que o foco automático pode falhar em alguns momentos.

Para fazer o travamento do foco, basta abrir o app de câmera, clicar na tela, destacando o elemento que estará em primeiro plano na foto. Após isso, pressione o display até aparecer a mensagem “Bloqueio AE/AF”, e pronto.

Continua após a publicidade

Outra ferramenta que ajuda a não depender tanto do pós-processamento é o ajuste de exposição. Ela aparece ao lado da ferramenta de foco no aplicativo de câmera, e serve para aumentar ou reduzir o nível de iluminação capturado. Quanto mais alto o símbolo do sol está na linha, maior é a exposição, e o oposto se aplica ao abaixar o ícone.

4. Longa exposição

A longa exposição é para quem gosta de fazer fotografias com um toque mais artístico, principalmente de carros passando em estradas e água jorrando da cachoeira. No iPhone, abra o app de câmera e ative o modo “Live”, presente no ícone circular no topo à direita.

Continua após a publicidade

Após fotografar, abra a imagem na galeria e clique no submenu “Live”, presente no topo à esquerda, selecione a opção “Longa Exposição” e espere o processamento da foto. Se o resultado ficar como o esperado, basta publicar.

5. Fotos em ProRAW

Tirar imagens de alta qualidade e nitidez demandam conhecimento e o formato correto para isso. Por este motivo, a Apple disponibiliza o modo ProRAW nos celulares mais avançados da marca, que fazem parte da linha Pro. São eles:

Continua após a publicidade

Esse tipo de captura, quanto ativo, cria fotos com todos os dados processados pelo sensor em conjunto com o processador. Porém, o diferencial é o fato de não ter compressão, como no formato JPEG. Assim, as fotografias ficam mais detalhadas, e os seus arquivos maiores, mas o melhor é que o processo de tratamento posterior não gera granulação, como pode acontecer no formato de imagem comprimida.