10 celulares mais influentes de todos os tempos

Por Redação | 10.02.2017 às 14:17 - atualizado em 10.02.2017 às 14:33

A evolução tecnológica é uma maravilha, não é mesmo? Basta pararmos para pensar que há apenas 20 anos, o Motorola StarTAC era o grande item de desejo da grande maioria das pessoas ao redor do planeta.

Fato é que muita coisa mudou desde o lançamento dos primeiros celulares, há mais de 30 anos, e atualmente quem domina a cabeça e o coração dos consumidores são, basicamente, modelos da Apple e Samsung. Mas houve um tempo em que os chamados "tijolões" eram o grande hype.

Vamos fazer um passeio pela linha do tempo da telefonia móvel e ver quais são os 10 modelos de celulares que realmente fizeram a diferença em suas respectivas gerações.

1. Motorola DynaTAC (1984)

O (literalmente) grande pioneiro. Este modelo da Motorola foi considerado o primeiro telefone celular já fabricado e lançado no mercado de consumo. Ele demorava 10 horas para carregar, segurava apenas 30 minutos de conversação, armazenava 30 números de telefone e custava US$ 4.000 na época – cerca de US$ 9.500 na cotação atual.
E você aí reclamando da bateria e do armazenamento interno do seu smartphone, hein?

2. Motorola StarTAC (1996)

O queridinho da galera. O StarTAC foi o primeiro celular com sistema de flip em formato de concha e marcou o início de uma nova era no design dos aparelhos móveis. Ele custava US$ 1.000 e fez tanto sucesso que apareceu em diversos filmes e programas de TV por muitos anos.

3. Nokia Communicator (1996)

O primeiro smartphone. Como era costume, a Nokia se mostrou uma empresa à frente do seu tempo ao lançar o Communicator. Com 8 MB de armazenamento – sendo que apenas 4 deles estava disponível para os usuários – e um design de concha com tela e teclado, ele era capaz de navegar na web, enviar e-mails e gerenciar informações pessoais. Os aplicativos ainda não existiam nessa época.

4. Nokia 6210 (2000)

AK-47 dos celulares. Um dos telefones móveis corporativos mais populares dos anos 2000 fez muito sucesso nas empresas, e até hoje ainda é possível encontrar alguns exemplares circulando por aí.

5. Nokia 3310 (2000)

Jogo da cobrinha. Apesar de quem ter dado o pontapé inicial nesse tipo de celular ter sido o Nokia 3210, o 3310 foi o grande responsável pela popularização dos telefones entre os consumidores comuns. Ele também foi um dos primeiros modelos a combinar três mensagens SMS em uma única longa mensagem, além de ter levado o famigerado jogo Snake 2 para as mãos de muitas pessoas.

6. Palm Treo 180 (2002)

PalmOS. Este modelo era capaz de rodar aplicativos de forma parecida com o que conhecemos hoje. Em 2009, o Treo foi substituído pelo Palm Pre.

7. Motorola Razr (2004)

Último dos flips. Apesar de não ser exatamente o último modelo do tipo a ser lançado, com certeza ele foi um dos últimos mais populares a fazê-lo. Ele transformou os celulares em uma espécie de acessório de moda do melhor tipo must-have, principalmente por possuir um design mais fino e elegante do que seus antecessores desajeitados.

8. BlackBerry Curve (2007)

Teclado físico ainda vivia. Este modelo trazia um teclado completo, um pequeno círculo no meio das teclas e tinha até mesmo uma câmera embutida. Ele era um sucesso, até que...

9. iPhone (2007)

Ele chegou. Indiscutivelmente o smartphone mais importante da última década, o iPhone mostrou ao mundo que as telas sensíveis ao toque eram o futuro. Além disso,o iGadget também ajudou a impulsionar os aplicativos móveis e estabelecer um novo padrão tecnológico e cultural.

10. Samsung Galaxy Note 7 (2016)

Marketing negativo. Não podemos dizer que o Galaxy Note 7 não ficou extremamente famoso em todo o mundo, não é mesmo? Mesmo que não seja por um bom motivo, o infame top de linha explosivo da Samsung com certeza vai entrar para a história como um dos maiores desastres da indústria de telefonia móvel.

Via: The Guardian