Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Lity OWI B10 | Caixa de som Bluetooth barata à prova d’água

Por| Editado por Léo Müller | 05 de Janeiro de 2024 às 13h28

Link copiado!

Review Lity OWI B10 | Caixa de som Bluetooth barata à prova d’água
Review Lity OWI B10 | Caixa de som Bluetooth barata à prova d’água

A Lity é uma marca que tem se esforçado bastante para crescer no mercado de dispositivos de áudio e tem expandido cada vez mais seu portfólio. O lançamento da vez é a Lity OWI B10, uma caixa de som Bluetooth portátil que promete ser um ótimo custo-benefício.

Seu principal atrativo à a certificação IP67 de resistência à água, além, é claro, do preço mais acessível em relação aos concorrentes. Mas será que ela vale a pena? Nessa análise levanto os principais pontos positivos e negativos do speaker Bluetooth da Lity. 

Continua após a publicidade

Design e construção

A construção da Lity OWI B10 é bem simples e discreta. Ela tem o acabamento em tecido trançado que é padrão para dispositivos de áudio e tem uma base emborrachada, assim como a lateral — onde fica o conector para carregamento. 

Eu achei o design bem simples e, de cara, dá para perceber que se trata de uma caixa de som de entrada. Não que isso seja um defeito, mas a OWI B10 tem um visual sem nenhum grande destaque. O ponto positivo é que ela tem certificação IP67, então você pode usá-la tranquilamente em uma festa à beira da piscina, por exemplo.

Qualidade sonora

A qualidade sonora da Lity OWI B10 não chama atenção, mas é basicamente o que se espera de uma caixa de som dessa categoria. Nela, os sons mais graves são bem discretos, e isso pode desagradar um pouco quem prefere batidas mais fortes e pulsantes em um speaker. 

Os agudos são mais perceptíveis, mas ainda não alcançam o brilho ou nitidez esperados. Nela, dá para perceber que o foco maior, de fato, são nas frequências médias: ela tem, portanto, uma equalização em “V invertido”, com pouco destaque para as frequências das pontas e mais foco nas médias. 

Para músicas, isso é percebido principalmente pela quase ausência de sons como os bumbos de baterias ou do baixo. Os pratos das baterias são mais notados, mas ainda não tem aquela sonoridade agradável. O que sobra são sons de guitarras e vocais mais atenuados. 

Continua após a publicidade

Por fim, é importante destacar que o volume não é tão alto quando configurado em um nível médio. Dá para ouvir com conforto se estiver sozinho em casa. Já o máximo consegue preencher melhor um ambiente, mas ainda não é o suficiente para uma festa à beira da piscina, por exemplo. Sem contar que, nessa configuração, o som perde ainda mais qualidade, ficando com graves totalmente perdidos e os agudos muito estridentes. 

Formas de uso

Continua após a publicidade

O grande destaque da Lity OWI B10 é o modo TWS, que permite parear duas caixinhas do mesmo tipo e reproduzir o som nas duas. Não cheguei a testar dessa forma,  mas isso geralmente permite criar uma configuração estéreo maior e distribuir o som melhor em um ambiente maior. 

Ela é totalmente sem fio e conta com Bluetooth 5.3, então não dá para usar um cabo auxiliar para conectar no celular, por exemplo. 

Bateria e carregamento

A Lity promete que a bateria do OWI B10 pode chegar a 10 horas de reprodução com uma única carga. No entanto, estimo que isso seja em um volume máximo ou perto disso. No meu teste, configurei em um nível médio com qualidade de streaming alta no Spotify e ela chegou às 10 horas de reprodução com metade da carga sobrando.

Continua após a publicidade

É claro que isso pode variar de acordo com o volume ou as músicas reproduzidas, mas essa já é uma boa média. Quanto ao carregamento, ela leva cerca de 2 horas para ir de 0 a 100%, o que é um bom tempo, considerando sua capacidade de reprodução. 

Concorrentes diretos

Continua após a publicidade

A principal concorrente da Lity OWI B10 é a JBL Go 3. Elas tem o design bem parecido e são mais indicadas para quem busca um speaker barato e portátil. As principais diferenças, portanto, são para o preço, bateria e equalização. 

O modelo da Lity se destaca por ser mais acessível — já que custa em média R$ 200, contra R$ 300 da JBL — e pelo ótimo desempenho da bateria, que pode passar de 10 horas, enquanto o máximo da JBL é de 5 horas.

Já a Go 3 se destaca pela melhor equalização. Mesmo com configurações de áudio parecidas, ela entrega graves e agudos com melhor definição — uma característica comum nos speakers de qualquer categoria da empresa.

Continua após a publicidade

Vale a pena comprar o Lity OWI B10?

Vale a pena comprar o Lity OWI B10 se você procura uma caixa de som Bluetooth com uma boa duração de bateria a um preço mais acessível. Ela custa R$ 100 a menos que sua principal concorrente e, apesar de não entregar uma sonoridade tão boa, pode ser o suficiente para quem não é tão exigente e só procura um speaker com boa autonomia.

Continua após a publicidade

Passando de dez horas de duração, ela tem uma boa autonomia e só peca por entregar um som com uma equalização mais “fraca”, que foca nas frequências médias e esquece dos graves e agudos. Outro ponto extremamente positivo é a resistência à poeira e água com certificação IP67.