Review Tab P11 Plus | O agradável retorno da Lenovo ao mercado de tablets

Por Amanda Abreu | Editado por Léo Müller | 16 de Novembro de 2021 às 18h05
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

Os tablets costumam ser aparelhos bem versáteis para o nosso dia a dia. Seja para quem estuda, trabalha ou prefere navegar na internet, esses aparelhos costumam trazer portabilidade e praticidade para as nossas tarefas. Dessa forma, apresentaremos o Tab P11 Plus, da Lenovo.

Atualmente, o mercado brasileiro conta com algumas fabricantes disponíveis, mas, infelizmente, a maioria delas erra no mesmo assunto quando falamos desse tipo de produto: performance. Não é incomum encontrar tablets com configurações extremamente defasadas, desempenho abaixo do esperado e travamentos crônicos ao realizar qualquer tipo de atividade.

As únicas marcas com tablets que valem a pena no cenário atual são a Samsung e a Apple, sendo ambas reconhecidas pela qualidade entregue em cada um dos produtos fabricados. Mas, ainda assim, sentíamos falta de maior concorrência e opções.

A boa notícia é que a Lenovo acaba de voltar para o mercado brasileiro de tablets com o novo Tab P11 Plus. Lançado em 2021, ele conta com boa configuração para a maior parte das tarefas. Seus 64 GB de armazenamento e 4 GB de memória RAM (versão mais básica) são suficientes para usuários intermediários, que costumam utilizar os tablets como aparelhos principais.

Pude testá-lo por uma semana completa e venho trazer a minha opinião de uso pessoal. Confira na nossa análise.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Prós

  • Ótima performance
  • App Google Kids Space disponível
  • Vários acessórios disponíveis para compra

Contras

  • Responsividade do teclado poderia melhorar

Design e Construção

O Tab P11 Plus, da Lenovo, possui design simples, com bordas medianas e arredondadas. Ele também é leve e sua construção feita em plástico liso preto, mas com boa aparência e durabilidade. A tela de 11’’ tem tamanho excelente para boa parte dos conteúdos, principalmente quando consideramos a usabilidade e portabilidade que esse produto entrega.

  • Dimensões: 25,8 x 16,3 x 7,5 cm;
  • Peso: 490 gramas

O posicionamento dos botões e das câmeras (frontal e lateral) demonstra a preocupação da Lenovo na fabricação desse tablet, já que foram feitos para serem utilizados na configuração horizontal do aparelho.

Para ser mais específica, na face frontal do P11 temos a câmera de 8 MP posicionada no canto superior, ao centro. Na lateral, observamos as seguintes opções:

  • Botão para aumento/diminuição de volume;
  • Botão de bloqueio/desbloqueio;
  • Entrada para um chip de operadora (versão LTE);
  • Quatro saídas de áudio Dolby Atmos;
  • Dois microfones
  • Encaixe para a capa de proteção com teclado;
  • Entrada USB-C para recarga e transferência de arquivos.

Por fim, na traseira temos um único sensor com foco automático de 13 MP, além do flash para garantir registros iluminados.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Tela

A tela do Tab P11 Plus tem excelente qualidade, independente do tipo de tarefa que o usuário realizar no produto. Seja assistindo a vídeos, jogando, vendo fotos ou desenhando, as imagens são mostradas com nitidez, contraste e excelente nível de brilho.

O painel IPS LCD de 11’’ tem 400 nits (brilho) e resolução 2K (2000 x 1200 pixels) trazendo cores bem próximas da realidade. Posso afirmar, inclusive, que houve momentos em que a tela fez total diferença na experiência de uso, principalmente quando o assunto era jogos.

Por possuir grandes qualidades nessa parte do produto, usei ele em ambientes externos, principalmente com a luz do sol em evidência e pude verificar que as imagens mostradas não ficavam menos visíveis devido a essa questão.

A Precision Pen 2 é também um diferencial desse modelo, já que a caneta é suportada pela tela. Logo, se você prefere usar esse tipo de acessório, seja para desenhar ou para auxiliar nas tarefas e apps utilizados durante seu dia, o P11 conta com essa característica muito útil.

Ela faz parte dos acessórios disponibilizados para esse modelo, sendo comprado à parte. Tem boa responsividade aos gestos, além de ser recarregada por uma porta USB-C. É boa para ser utilizada em desenhos, assinaturas e até mesmo para jogos de estratégia, em que é necessário ser rápido nos movimentos.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

"O Lenovo Tab P11 Plus entrega bom desempenho para atividades corriqueiras, além de sua bateria de 7.700 mAh garantir muitas horas de uso."

— Amanda Abreu

Configuração e Desempenho

Começamos esse tópico falando que o Tab P11 Plus utiliza como plataforma um Helio G90T, de 12 nm. Apesar de a MediaTek ter enfrentado problemas bem sérios sobre a performance de seus chipsets antigos, a linha utilizada nesse modelo deixa para trás todas essas más impressões e oferece ao usuário uma experiência de utilização bastante favorável e agradável.

A versão que recebi para testes foi a de 64 GB de armazenamento com 4 GB de memória RAM. Apesar de preferir números maiores que esses, posso dizer que não senti falta ou necessidade de nenhum deles enquanto utilizava o tablet.

Os 4 GB de RAM — apesar de considerar 6 GB o ideal para a experiência Android — conseguiram dar conta de todas as atividades que eu realizei no P11 sem nenhum problema. Mesmo com alguns aplicativos abertos e jogos rodando de fundo, ele deu conta de todas as tarefas sem travamentos aparentes.

Um detalhe importante é que o chipset utilizado aqui, o G90T, é um dos melhores intermediários dessa linha, o que explica o bom desempenho na usabilidade do produto. Outra coisa que chamou muito a atenção é a disponibilidade do app “Google Kids Space”, voltado diretamente para o público infantil ter acesso aos conteúdos apropriados conforme cada faixa etária. Esse aplicativo é liberado somente para alguns aparelhos específicos. Logo, se você procura um tablet para crianças, o Tab P11 Plus é uma ótima opção a se considerar.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Também joguei alguns dos games mais conhecidos do momento, sendo eles o Brawl Stars, Call of Duty e Free Fire. Nos três, foi possível perceber ótima qualidade gráfica sem perda de performance ou quedas de FPS. Outro detalhe bem legal é que as quatro saídas de áudio — duas localizadas na esquerda, e as outras duas, na direita — proporcionam o efeito “surround” mesmo sem fones de ouvido, sendo possível diferenciar entre a esquerda e a direita sem grandes dificuldades. Devo confessar que isso me salvou de um inimigo que vinha caminhando na espreita, inclusive. Meu placar agradece.

Foram também realizados dois testes de benchmark diferentes, sendo estes o Wild Life e o Wild Life Extreme, ambos presentes no app 3D Mark disponibilizado na loja oficial. Foi possível observar os seguintes resultados na pontuação: 1360 e 380 pontos, respectivamente. Por ser um chipset intermediário, posso afirmar que os números demonstram o bom desempenho que ele entrega para as atividades no geral.

A bateria fecha esse tópico com chave de ouro, principalmente por aguentar longas horas de uso sem precisar carregar o tablet o tempo inteiro. Seus 7.700 mAh são excelentes em muitos quesitos, principalmente se você é o tipo de usuário que pretende utilizar esse tablet como seu dispositivo principal. No último teste que fiz, deixei o P11 funcionando ininterruptamente por três horas, executando vídeos na Netflix. Vale ressaltar que utilizei o brilho e o volume em 50% durante esse período. Foram consumidos somente 28% da bateria no total, confirmando quase 11 horas de autonomia.

Seu preço de lançamento é a partir de R$ 2.399 na versão Wi-Fi. Algo esperado para tablets que possuem todas as características que o Tab P11 Plus entrega.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

"O teclado oferecido pela Lenovo, Keyboard Pack, acaba sofrendo com a alta latência na digitação, o que pode ser um problema para quem precisa usar o teclado para trabalho ou estudos."

— Amanda Abreu

Câmera Traseira

O sensor traseiro de 13 MP é uma grata surpresa em relação ao Lenovo Tab P11 Plus. Normalmente, tablets não costumam entregar boa qualidade nas fotos, mas esse modelo que testamos saiu desse padrão. Nas fotos, as cores e contraste são bem fiéis ao que vemos pessoalmente.

As capturas de vídeo são feitas em 1080p (full HD), e, em ambientes bem iluminados, conseguimos imagens bonitas. Assim como o sensor frontal, a câmera traseira acaba sofrendo um pouco quando tentamos tirar fotos em que a luz do ambiente não é suficiente. Logo, vale se atentar a essa questão quando for realizar as capturas.

Câmera Frontal

A câmera frontal do P11 registra cliques honestos e de boa qualidade no geral. Em ambientes que não estão muito iluminados, a foto costuma não ficar muito boa, mas não considero isso um ponto negativo do produto.

Ela também grava em 1080p com 30 FPS, garantindo que as videochamadas sejam satisfatórias, sem a imagem ficar borrada, tremida ou com má definição. O modo retrato também cumpre bem o seu papel, criando o efeito de desfoque de profundidade sem grandes problemas.

Apesar de ter somente 8 MP, posso afirmar que as fotos ficam bonitas e com boas características.

Sistema de Som

O sistema de som do Tab P11 Plus é realmente bom em muitos aspectos. Ao ouvir músicas com batidas mais graves e densas, foi possível perceber excelente qualidade sonora. Em nenhum momento a música perdia sua “força”, mesmo quando essa característica era predominante.

Os sons agudos também são muito nítidos e cristalinos, sem grandes distorções ou perda de qualidade. Costumo ouvir uma seleção de músicas específicas para avaliar esses aspectos para identificar e perceber a qualidade entregue em cada um dos diferentes produtos que testo aqui no Canaltech.

A tecnologia Dolby Atmos, presente na construção dos quatro alto-falantes do tablet, é responsável por grande parte da qualidade sonora entregue pelo Tab P11. O som se torna mais imersivo e realista, além do efeito “surround” ser reforçado. Como citei no exemplo mais acima, pude perceber claramente a diferença entre a esquerda e a direita, principalmente em jogos de FPS.

Concorrentes Diretos

Considerando as características apresentadas pelo Lenovo Tab P11 Plus, seus principais concorrentes são o Samsung S6 Lite e o Apple iPad de 8ª geração. Começando pelo S6, esse é um dos modelos intermediários da fabricante sul-coreana que, além de boa performance, também tem suporte à S Pen, caneta stylus da marca.

O chipset utilizado nesse aparelho é o Exynos 9611, de 10 nm. Apesar de desempenho bem semelhante ao G90T, presente no Tab P11, a plataforma Exynos costuma não agradar muito os usuários, que preferem utilizar modelos que tenham a linha da Qualcomm na construção.

Apesar desse ponto, o S6 Lite ainda é um ótimo tablet com até 128 GB de armazenamento e 4 GB de memória RAM. Apesar de citar mais acima que eu prefiro 6 GB de RAM para uma experiência Android adequada, os 4 GB disponibilizados nesse modelo dão conta do recado, sem grandes problemas. Por fim, a bateria de 7.040 mAh garante várias horas de uso, sem a necessidade de recarga constante.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Já o iPad 8ª geração tem performance superior em todas as características. Com processador A12 Bionic de 7 nm, câmeras de excelente qualidade e a bateria de 8.887 mAh garantir muitas horas de uso, ele, com toda a certeza, é a melhor opção entre os concorrentes apresentados.

Apesar de todas as versões contarem com 3 GB de memória RAM, o sistema operacional da Apple (iPadOS) é extremamente otimizado e preparado para que o aparelho aproveite o máximo do potencial que ele tem. Logo, os 3 GB de RAM dão conta de praticamente qualquer tarefa.

Lembrando que, apesar de ser o melhor aparelho entre os citados, ele também é o mais caro de todos. Então, caso esteja pensando nesse modelo, vale dar uma boa pesquisada antes de adquiri-lo.

O S6 Lite e o iPad de 8ª geração tem preços entre R$ 2.100 a R$ 2.800, aproximadamente.

Conclusão

O Lenovo Tab P11 Plus é um bom tablet no geral. Construído com excelentes materiais, além de possuir configuração condizente para rodar boa parte das tarefas e apps disponíveis na loja oficial, ele, com certeza, é uma ótima opção entre os tablets Android disponíveis no mercado.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Um dos diferenciais desse modelo é a disponibilidade do aplicativo Google Kids Space, voltado diretamente para as crianças. Ele entrega uma série de jogos, histórias e diversos conteúdos apropriados para cada faixa etária. Além de entreter, esse app garante que os pequenos tenham acesso somente aos conteúdos seguros para eles.

Posso afirmar que o P11 Plus é um agradável retorno da Lenovo para o mercado de tablets brasileiro, que, até então, continua carente de boas opções.