Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Oscar 2024 | Al Pacino pede desculpas e revela culpados por confusão no evento

Por| 12 de Março de 2024 às 12h30

Link copiado!

Reprodução/Max
Reprodução/Max

O ator Al Pacino revelou ter ficado tão frustrado quanto o público com a forma com que ele entregou o Oscar de Melhor Filme na cerimônia do último domingo (10). O lendário ator de O Poderoso Chefão divulgou uma carta explicando o que aconteceu, revelando por que ele não listou todos os dez indicados da categoria, como era de costume, para apenas revelar que Oppenheimer havia levado a estatueta.

O momento foi um dos mais estranhos de toda a premiação, principalmente por ter deixado público e plateia confusos com a situação. O suspense na revelação dos ganhadores é uma tradição do evento e, como Pacino simplesmente quebrou o protocolo, muitas teorias surgiram para explicar o porquê.

Continua após a publicidade

Contudo, o próprio ator revelou que a culpa de toda essa bagunça foi da própria Academia. Segundo ele, foi a produção do show que decidiu não citar todos os indicados, já que os dez filmes foram destacados e elogiados ao longo de todo o evento. Assim, para economizar alguns segundos de transmissão, eles colocaram uma lenda do cinema em um papel um pouco ingrato.

No texto divulgado por sua equipe, Al Pacino diz que nunca foi sua intenção omitir os demais indicados a Melhor Filme. “Foi uma escolha dos produtores não mencioná-los novamente, já que esses filmes foram destacados ao longo de toda a cerimônia”, explica o ator. “Eu estava honrado em fazer parte da noite e escolhi seguir como eles queriam que esse prêmio fosse apresentado”.

Ainda assim, ele diz reconhecer as críticas feitas pelo modo como as coisas aconteceram, até por reconhecer que nunca é demais ser lembrado na honra máxima do cinema mundial e que não ser totalmente reconhecido é algo ofensivo e doloroso. “Digo isso como alguém com relações com cineastas, atores e produtores”, completa. “Então eu me solidarizo profundamente com aqueles que foram menosprezados por esse descuido”.

Continua após a publicidade

Produção do Oscar responde

Mas não foi apenas Al Pacino que comentou sobre a situação. Uma das produtoras do Oscar, Molly McNearney, conversou com o site Variety e deu mais detalhes sobre a decisão de cortar a lista de indicados antes do principal prêmio da noite. Confirmando a fala do ator, ela reforçou que foi uma decisão criativa pensada em encurtar a duração do evento.

Segundo ela, a equipe já estava muito preocupada com a cerimônia estar longa demais e, por isso, imaginaram que, nos minutos finais do show, as pessoas quisessem apenas saber quem venceu para poderem ir embora. “Ao longo de todo o evento, você já viu o clipe de todos os dez indicados. Então as pessoas chegam ao fim só querendo ouvir quem ganhou, pois estão prontas acabar — ou pelo menos foi o que imaginamos”, desabafou a produtora. 

Continua após a publicidade

O problema é que a citação dos indicados não é apenas um clipe no qual público e plateia veem cenas do longa e batem palma. Tradicionalmente, é o momento em que o apresentador cita o nome dos produtores envolvidos e responsáveis por aquela realização. Assim, ao economizar alguns segundos de transmissão, o Oscar escondeu o nome dessas pessoas, o que causou todo o mal-estar em Hollywood.

Mais do que isso, McNearney sabe que também colocou o próprio Al Pacino em uma situação delicada, já que muita gente interpretou o “desdém” com os filmes que não ganharam a estatueta como uma decisão ou gafe do ator. “Peço desculpas se nossa decisão de não mencionar todos os indicados o colocou em uma situação desagradável”, finaliza a produtora.