Review Dell XPS 13 | O conceito de notebook premium quase no auge

Review Dell XPS 13 | O conceito de notebook premium quase no auge

Por Fábio Jordan | Editado por Léo Müller | 03 de Agosto de 2021 às 12h40
Rafael Damini/Canaltech

A Dell costuma atualizar seus laptops anualmente, de tal forma que até mesmo os produtos mais premium — muitos que inclusive são reconhecidos pelo acabamento superior e hardware de ponta — recebem incrementos significativos em vários aspectos.

É o caso da linha XPS, que sempre recebeu os componentes mais robustos e atenção especial em seu design. Neste ano, a Dell não fez diferente e melhorou significativamente o que já era muito bom. Para você ter uma ideia do nível, de antemão podemos dizer que temos aqui um modelo que vem para rivalizar com aparelhos como MacBook e Samsung Galaxy Book.

O novo Dell XPS 13 chega em duas configurações, ambos com especificações idênticas na parte de hardware e até com o mesmo tamanho de tela, de modo que o principal diferencial está no tipo e na resolução do painel: um tem tela sensível ao toque com resolução 4K e o outro usa um painel sem touch com resolução Full HD.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Ivo/Canaltech

Nós recebemos o aparelho mais completo para testes, que por sinal já vem até mesmo com o Windows 10 Pro. No interior do notebook, uma configuração generosa: Intel Core i7-1185G7, 16 GB de memória RAM e SSD de 1 TB. Será que este conjunto poderoso faz sentido para o seu uso? E será que o preço realmente compensa? Vamos falar dos detalhes desta máquina!

Prós

  • Design de primeira;
  • Tela exuberante;
  • Hardware poderoso;
  • Bateria de longa duração;
  • Som de alta qualidade;

Contras

  • Webcam de baixa resolução;
  • Preço elevado.

Confira o preço atual do XPS 13 2021

Design, Construção e Conectividade

O novo Dell XPS não é um produto exatamente inovador em questão de design. Quem teve acesso ao modelo de 2020 ou viu vídeos na internet talvez não consiga perceber muitas diferenças no acabamento geral do aparelho. Isso porque a fabricante adotou a velha máxima de “não se mexe em time que está ganhando”.

Dessa forma, o Dell XPS 13 lançado em 2021 tem carcaça, acabamento e detalhes na parte externa idênticos aos de seu antecessor. O problema principal é que a estagnação do produto e a evolução de outras linhas da Dell coloca o XPS numa posição complicada, já que ele tem design muito similar aos modelos mais simples, porém há alguns pontos para debate.

O primeiro detalhe é o acabamento refinado da linha XPS. Apesar de não ter sofrido grandes alterações, a adoção de alumínio garante elegância e mantém o alta padrão de qualidade. Trata-se de um produto resistente, que passa a impressão de algo realmente luxuoso. Na parte interna, o apoio para os pulsos é em fibra de carbono, muito confortável e premium.

Imagem: Ivo/Canaltech

A segunda coisa a notar é o capricho nas medidas. O XPS é um produto realmente compacto, com aproveitamento máximo do espaço, de tal forma que o teclado conta com teclas grandes, o que resulta em bordas extremamente finas. Tal design inteligente também vale para o display, que tem proporção 16:10, tomando toda a área disponível da tampa.

De acordo com a Dell, estas são as principais diferenças do atual modelo para o antecessor: tela, teclado e touchpad. Detalhes que receberam um toque de sutileza, mas que podem garantir melhor usabilidade.

  • Dimensões (L x A x P): 29,57 x 1,48 x 19,87 cm
  • Peso: 1.270 gramas

Como de praxe, a webcam fica instalada na área acima da tela, porém novamente temos aqui um componente sem a proteção física (que virou moda em alguns aparelhos). Nas laterais, a Dell optou por manter a simplicidade: duas conexões Thunderbolt 4 (que funcionam como USB Type-C, saída DisplayPort e carregamento), leitor de cartões e conector de fones de ouvido.

Esta é exatamente a mesma configuração do XPS anterior, sendo uma tendência de vários dispositivos concorrentes. A ideia é bom no sentido de economizar espaço e manter a espessura reduzida, porém complica a vida do usuário, que precisa de acessórios para quase todos os periféricos. Na caixa do novo XPS 13, a Dell envia um adaptador para USB Tipo A.

Os alto-falantes deste notebook ficam posicionados na parte inferior, com saídas que se projetam para os lados. Há quatro espaços para uma distribuição de som mais ampla, o que inclusive evita um som abafado através das teclas ou prejudicado pelo sistema de refrigeração (algo comum em notebooks em que o som fica próximo à tela).

Imagem: Ivo/Canaltech

Falando em ventilação, eis um ponto que o Dell XPS poderia melhorar. As saídas de ar ficam perto do display, na dobradiça e na área inferior do notebook. Esta é uma característica comum de vários aparelhos, porém os pequenos suportes emborrachados que garantem uma leve altura ao notebook talvez não sejam os mais ideais para garantir a exaustão do calor.

No todo, este laptop é charmoso, com uma excelente combinação da tampa em cor prata e do interior em tonalidades mais escuras. Ele chama atenção pelo acabamento impecável, porém a falta de inovação faz dele um produto que parou no tempo. A leveza do produto é notável, mas com seus componentes robustos, ele é um pouco mais pesado que o Dell Inspiron.

Tela

A tela do XPS pode não ser grande nas dimensões, mas é chamativa nas qualidades. Estamos falando de um display de 13,4 polegadas com resolução superior à 4K, mas isso é por uma pequena margem de pixels, já que a Dell optou por utilizar a proporção 16:10, portanto em vez de 3840x2160 pixels, o Dell XPS usa resolução 3840x2400 pixels.

A fabricante não dá detalhes sobre a tecnologia do painel, mas as características denotam que ele tem colorido excepcional e sem distorções de cores, o que o faz ser muito similar a um IPS. Segundo os dados oficiais, esta tela alcança 100% da gama de cores sRGB e 90% do padrão DCI-P3, o que significa uma fidelidade elevada, o que é ideal para profissionais que necessitam te uma tela de boa qualidade.

A tela do Dell XPS 13 não é apenas boa, ela é excepcional! Graças ao brilho de 500 nits e à compatibilidade com HDR400, este display tem um colorido incrível

Eis aqui alguns pontos que fazem a tela do XPS 13 ser superior: luminosidade e contraste. Este display entrega até 500 nits de nível de brilho, o que é perfeito para trabalhar em ambientes bem iluminados e obter mais detalhes na visualização. Além disso, ela tem taxa de contraste de 1.500:1, sendo compatível com HDR400 e DolbyVision.

Imagem: Ivo/Canaltech

O touchscreen do Dell XPS é muito versátil e preciso, mas seria interessante a inclusão de uma caneta para garantir ainda maior precisão, bem como seria válido uma adaptação do aparelho em tablet, o que facilitaria o uso dos comandos via toques. Esta tela ainda tem proteção Corning Gorilla Glass 6, portanto fique tranquilo, ela não vai apresentar riscos com facilidade.

Se você está em dúvida sobre a escolha entre o XPS com resolução Ultra HD (o que testamos) e o modelo com tela Full HD, eu devo informar que a resolução 4K é simplesmente exagerada para um display tão compacto. No geral, o próprio Windows sugere configurar o zoom em 300% para tornar a utilização viável e confortável. Contudo, é inegável que o conteúdo fica perfeito, sendo esta uma tela bem apropriada para quem é exigente.

Teclado e Touchpad

O Dell XPS 13 tem teclado todo em português com padrão ABNT2, mas que poderia ter algumas melhorias, como uma melhor acomodação de determinadas teclas e a distribuição tradicional. É o caso das setas “para cima” e “para baixo”, que vêm sendo reduzidas de tamanho em vários aparelhos, o que dificulta um pouco o uso no dia a dia.

Além disso, conforme já criticamos em notebooks concorrentes, a tecla de interrogação poderia estar em sua posição padrão, ao lado da tecla “:” (dois pontos e ponto e vírgula), algo que poderia ser facilmente solucionado se a fabricante reduzisse a tecla Shift (como já fez no lado esquerdo do teclado).

Imagem: Ivo/Canaltech

Um ponto muito positivo é que a Dell padroniza as teclas de funções para ativar seus recursos especiais sem a necessidade da tecla Fn, assim, é fácil controlar volume, brilho e outras funcionalidades do notebook, de modo que a tecla Fn serve para ativar botões que vão do F1 ao F12. Além disso, é ótimo que o teclado tem níveis de iluminação, o que facilita o uso em diversas situações.

O touchpad do Dell XPS 13 tem dimensões avantajadas e acabamento fantástico. Muitos laptops trazem touchpads de plásticos, que passam a sensação de um produto bem barato e de baixa durabilidade. Aqui, este componente é bem resistente e preciso nos comandos. Ele é compatível com múltiplos toques e fica encaixado de forma elegante no centro do aparelho.

Configuração e Desempenho

As duas versões do Dell XPS 13 lançadas em 2021 aqui no Brasil chegam com a seguinte configuração: processador Intel Core i7-1185G7, chip gráfico integrado Intel Iris Xe, 16 GB de memória RAM e SSD de 1 TB do tipo NVME.

A CPU escolhida para este modelo é a mais poderosa da 11ª geração de processadores Intel Core Tiger Lake focada em alto desempenho com uso eficiente de energia. Trata-se de um processador de 4 núcleos, que opera com até 8 threads e alcança clock de 4,8 GHz.

No bom português, isso significa que o Dell XPS tem a melhor configuração do segmento de ultrafinos, sendo capaz de rodar todos os apps com folga de performance. É claro que isso vem com um custo elevado de temperatura.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Não precisa se preocupar, pois você não vai sentir o aparelho pegando fogo, já que o sistema de refrigeração é bem eficiente no dia a dia e joga o calor para a parte de trás do aparelho. Por outro lado, é perceptível que ele fica morno em boa parte do tempo e que as ventoinhas são ativadas com facilidade.

Já quando colocamos a CPU para trabalhar de forma árdua, o calor é perceptível na parte das teclas de função e números do teclado. Em nossos testes de estresse, o Intel Core i7-1185G7 bateu os 100 °C. É um número alarmante, mas o notebook rapidamente entra em seu estado de atenção, diminui a frequência e mantém as temperaturas abaixo de 90 °C.

Vale comentar que esta é a temperatura de pico e que não deve ser algo recorrente, pois só será algo comum caso você faça uma renderização de vídeo, por exemplo. Depois de rodar algum tempo em sua potência máxima, a CPU tem seu clock ajustado para a casa dos 3,3 GHz, caindo consideravelmente do máximo de 4,8 GHz.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

O chip gráfico do Intel Core i7-1185G7 é o Intel Iris Xe, sendo o componente de melhor desempenho na atual linha de componentes da Intel. Ele tem performance suficiente para processamento de vídeos, edição de imagens e jogos medianos. Não espere rodar games com gráficos 3D avançados, pois ele não é tão poderoso!

O Dell XPS 13 conta com 16 GB de memória RAM do tipo LPDDR4X com clock de 4.267 MHz, capacidade mais do que suficiente para qualquer tarefa, permitindo trabalhar com um multitarefa pesado sem precisar fechar apps. A frequência elevada é excelente para dar o melhor desempenho para o chip gráfico. Nota: esta memória não aceita upgrades.

Na parte de armazenamento, o Dell XPS usa um SSD do tipo NVMe, mais especificamente um SSD Micron 2300 NVMe de 1 TB. Este componente usa memória 3D NAND de 96 camadas e, segundo a fabricante, alcança taxas de leitura de até 3.300 MB/s.

SSD de alto desempenho no Dell XPS 13 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Em nossos testes, este SSD Micron alcançou 3.200 MB/s para leitura e mais de 3.100 MB/s para escrita. Mesmo que a taxa de leitura esteja abaixo do informado pela fabricante, o resultado ainda é muito bom. Por outro lado, a performance de escrita é chocante, sendo uma das mais impressionantes que vimos em notebooks.

Assim como outras fabricantes, a Dell inclui uma série de apps na instalação padrão. Alguns são programas para manter o computador atualizado, gerenciar energia e personalizar a cor da tela. Os únicos programas desnecessários são o Dropbox e o antivírus McAfee, que exibem mensagens constantes e atrapalham o desempenho, porém ambos podem ser desinstalados.

Talvez a única grande decepção do Dell XPS é a webcam. Eu até já comentei sobre esta limitação em outros notebooks (de várias fabricantes) que analisei recentemente, sendo que todos contam com webcams de baixa resolução. Em um mundo com cada vez mais reuniões por vídeo, isso tem se tornado um problema real.

"Qualidade" de imagem da webcam no Dell XPS 13 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

É o caso do novo XPS que traz câmera de 0,9 MP, a qual é simplesmente inacreditável que faça parte de um projeto que custa mais de R$ 10.000! Ela só é capaz de capturar vídeos em 720p, mostra imagem bem granuladas e tem dificuldades para controlar brilho e contraste nas mais variadas situações. Apenas decepcionante!

Sistema de som

Para entregar a experiência em entretenimento mais completa possível, a Dell também caprichou na parte sonora do novo XPS. Apesar de não informar a potência ou detalhes da configuração de áudio, é bem evidente que este aparelho tem um sistema muito potente.

Mesmo com a espessura reduzida o espaço apertado, os alto-falantes do Dell XPS 13 entregam uma qualidade impressionante, com ótima equalização, bom reforço de graves e excelente fidelidade (considerando os padrões comuns de notebooks, obviamente). Na prática, os componentes de som alcançam um volume bem alto, suficiente para preencher uma sala de médio porte.

Imagem: Ivo/Canaltech

Além disso, há pouca distorção dos sons, sendo que somente percebemos algumas falhas quando usamos no volume máximo, mas isso varia conforme o conteúdo que está em reprodução. No geral, é um notebook que compete muito bem com os melhores da categoria.

Bateria e Carregamento

Pensando nos notebooks como um todo, vários itens ganharam melhorias, porém a bateria é um componente que não evoluiu muito com o tempo. Por outro lado, as mudanças no consumo de energia de algumas peças resultaram em benefícios para a autonomia das baterias.

A grande vantagem aqui é justamente a presença de processador e memória de baixo consumo, que ajudam a melhorar a duração de bateria. A Dell não dá uma informação sobre a autonomia total, sendo que a única informação que existe no site oficial é que este notebook tem bateria de 4 células de 52 Wh. Veja como testamos a bateria:

  1. Recarregamos a bateria até 100%;
  2. Alteramos o perfil de energia para “Melhor Bateria” (que é o modo econômico do Windows 10);
  3. No caso do Dell XPS que tem uma tela de 500 nits, nós configuramos o brilho da tela para 50%;
  4. Regulamos o nível de volume do som em 30%;
  5. Habilitamos o Wi-Fi para realizar um teste com streaming;
  6. Reproduzimos vídeos na Netflix por três horas consecutivas.

Depois deste teste, a bateria do Dell XPS apontava 73% de carga restante, o que significa um consumo de aproximadamente 9% a cada hora. Desta forma, podemos calcular que a duração total da bateria pode ser de quase 11 horas para reprodução de vídeo em WiFi.

Obviamente, se você for trabalhar com outras tarefas, rodar aplicativos diferentes ou mesmo usar a tela em nível de brilho inferior a 50%, a bateria pode durar até mais. De qualquer forma, no geral, acreditamos que o componente energético deste Dell entrega boa performance.

Imagem: Ivo/Canaltech

Conforme já comentado, o Dell XPS não tem conexão dedicada para carregamento de energia, de modo que a recarga da bateria é feita através da porta Thunderbolt. Isto é bom e ruim ao mesmo tempo. É ótimo que tal novidade visa popularizar o formato Thunderbolt (USB Type C), porém com apenas duas portas, você fica com apenas uma conexão disponível.

O Dell XPS 13 vem com carregador de 45 watts, que é capaz de recarregar a bateria de 0 a 100% em cerca de 2 horas e 30 minutos. Considerando que 50% de bateria pode fornecer mais de 5 horas de autonomia, é possível usar o notebook por muito tempo mesmo que ele fique conectado à tomada por apenas 1 hora e 15 minutos.

Concorrentes diretos

O Dell XPS é um notebook que deve ter dificuldades para encontrar seu público e para emplacar, isso porque atualmente há muitos aparelhos compactos, leves e com configurações poderosas. Além disso, por se tratar de um modelo premium, seu preço de lançamento elevado (R$ 12.699 na versão com tela 4K e R$ 11.999 no modelo Full HD) o coloca numa posição delicada.

Pensando na proposta e no valor, é inevitável associar os modelos da Apple como principais concorrentes. Um aparelho com as mesmas especificações é o MacBook Pro mais recentes, porém ele não está disponível em lojas brasileiras. Já o novo MacBook Air com 16 GB de memória RAM e SSD de 1 TB pode ser encontrado por aqui, porém o preço fica acima de R$ 16.000.

Se você está na dúvida entre os modelos da Dell e da Apple, os detalhes a serem observados são a tela (que no MacBook não tem resolução 4K) e o processador (que tem arquitetura diferente nos chips Apple M1, sendo mais eficientes e poderosos em várias situações, porém eles podem ter compatibilidade limitada com apps). Há modelos de MacBook Air mais em conta, porém com menos memória e espaço para armazenamento.

Outro modelo com preço e proposta similar é Samsung Galaxy Book Pro 360. Este laptop também tem processador Tiger Lake (porém ele usa o i7-1165G7, mas que ainda é muito poderoso), tem 16 GB de RAM, mas apenas metade do espaço de armazenamento. Por outro lado, ele tem a tela SUPER AMOLED e vem com a caneta S-Pen.

Considerando o conjunto como um todo, o aparelho da Samsung é um produto mais promissor e versátil. Ele ainda se destaca pelo preço mais acessível, representando uma boa economia em um aparelho que pode ser superior em alguns quesitos.

Conclusão

O Dell XPS 13 é um notebook que oferece um dos conjuntos mais premium que podemos encontrar no ecossistema Windows. O hardware de ponta com uma das configurações mais poderosas, as dimensões compactas, o peso reduzido e o excelente aproveitamento do espaço resultam em um produto enxuto, mas que abriga uma fera no interior.

Não há dúvidas de que este é um excelente produto, sendo um dos melhores da atualidade, porém ficamos bem desapontados com a qualidade da webcam, que simplesmente não combina com o restante do conjunto. O preço está dentro do esperado para uma máquina tão robusta, porém o valor certamente está acima da concorrência.

Nós recomendamos este produto para quem busca uma das máquinas mais completas da atualidade, porém ressaltamos o fato de que há configurações concorrentes mais atraentes, logo é interessante aguardar um ajuste de preço, principalmente na versão Full HD, que não tem tela sensível ao toque e custa até mais do que alguns produtos bem competitivos.

Gostou do novo Dell XPS 13? Então, que tal adquirir o produto em promoção?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.