Apple não vai trocar teclados antigos do MacBook Pro pela versão mais silenciosa

Por Wagner Wakka | 16 de Julho de 2018 às 13h49
TUDO SOBRE

Apple

Uma das principais novidade dos modelos 2018 do MacBook Pro, anunciados na semana passada, foi o teclado repaginado do aparelho. Além de mais silencioso, o hardware também passou a ser mais resistente à poeira, evitando os recorrentes problemas de usuários com peças nas versões 2016 e 2017.

Embora seja uma avanço para empresa, tudo indica que a Apple não pretende “atualizar” os modelos antigos. Isso quer dizer, mesmo que você tenha um MacBook Pro de 2016 ou 2017 com problemas no teclado, a assistência técnica não vai trocá-lo pela versão mais nova, mas somente o substituirá pelo mesmo modelo que já deu problema.

Pode parecer lógico uma empresa reparar um dispositivo com peças originais. Entretanto, o teclado destes modelos é reconhecidamente falho e tende a dar problema novamente depois de passar pela assistência técnica. Logo, esta seria uma oportunidade de a Apple reparar o problema.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A informação vem do site MacRumors, o qual percebeu que a empresa descreve o novo modelo de teclado como “exclusivo para os MacBook Pro de 2018”.

A crença de que esta atualização poderia acontecer é que não houve grande modificação em termos de design nem tamanho da peça. Entretanto, após análise do hardware, o que se percebe é que a Apple monta o teclado em uma peça apenas, já colado a uma bateria. Esta bateria, na versão 2018, é maior que as anteriores, impedindo a troca de forma fácil.

Os novos teclados do MacBook Pro são mais silenciosos, pois possuem uma membrana entre a tecla e seus componentes internos, diminuindo assim o ruído. Tal peça também tem a função de diminuir acúmulo de poeira e outras partículas danosas ao teclado.

Teclado do MacBook Pro 2018 tem membrana que protege as peças (Foto: iFix)

Problema antigo

Na versão das teclas chamada de “reinventada” pela Apple em 2015, ela usa um sistema parecido com asas de uma borboleta. A ideia era diminuir a espessura do botão criando este mecanismo mais minimalista.

O problema é que este desenho faria com que a peça também fosse mais sensível a quaisquer tipo de partículas, diminuindo a vida útil dos botões nas versões 2016 e 2017.

Neste ano, a Apple foi processada nos Estados Unidos por usuários que disseram sofrer com o problema. Para além da queixa de que a peça deixava de funcionar com o tempo, o documento também apresenta reclamações de que a fabricante fazia reparos que não resolviam o problema, retornando o teclado com curta vida útil.

Logo, esta possível troca dos teclados antigos pelas versão 2018 era uma expectativa dos usuários que não foi cumprida pela Apple. Em contrapartida, a fabricante anunciou nesta semana um programa de extensão de garantia para até quatro anos por conta dos problemas.

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.