Review Acer Nitro 5 | Notebook Gamer com hardware e preço bacana

Review Acer Nitro 5 | Notebook Gamer com hardware e preço bacana

Por Fábio Jordan | 18 de Maio de 2021 às 11h00
Ivo/Canaltech

Tal qual o segmento de laptops voltados para atividades em geral e produtividade, o mercado dos chamados “notebooks gamers” é recheado de uma vastidão de opções. Eles vão desde os mais básicos, que alguns especialistas até colocam suas características gamer em xeque, passando por modelos intermediários, até chegar aos modelos mais robustos — e inacessíveis.

Independentemente do nicho em questão, algumas marcas oferecem opções que atendem a todos os gostos e bolsos. Este é o caso da Acer, que tem máquinas de altíssimo desempenho e com as mais recentes tecnologias, como os modelos da linha Predator; bem como oferece configurações mais modestas, estreladas pelas diferentes variantes da linha Nitro.

Os notebooks Acer Nitro fazem sucesso mundo afora, mas são especialmente queridinhos aqui no Brasil, se destacando pelo equilíbrio entre desempenho e preço acessível, de forma que estes laptops servem aos propósitos de profissionais (que necessitam de uma placa gráfica dedicada) e também aos objetivos dos gamers que buscam economizar.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Assim como tantas outras séries de produtos da Acer, a linha Nitro também recebe atualizações de tempos em tempos, então é sempre bom entender os detalhes de cada modelo em particular para entender como eles desempenham nos jogos, bem como se valem a sua atenção.

Desta vez, nós vamos falar de uma configuração com processador AMD Ryzen 5 3550H e placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 1650. Além disso, este equipamento tem 8 GB de memória RAM e uma combinação de SSD com HD. Mas será que o modelo Nitro 5 de código AN515-43-R59W ainda dá conta do recado? Vamos conferir em detalhes os pontos positivos e negativos do aparelho!

Prós

  • Hardware equilibrado
  • Tela Full HD
  • Possibilidades de expansão
  • Sistema de refrigeração eficiente

Contras

  • Hardware desatualizado
  • Memória RAM limitada pelo chip gráfico integrado
  • Um bocado pesado
  • Ventoinhas podem ser barulhentas

Design, Construção e Conectividade

A Acer opta por uma composição chamativa no conceito deste produto. Como de praxe, a tampa traz o logotipo da marca centralizado, bem como a combinação de cores preta e vermelha continua sendo o chamariz da linha. O diferencial na combinação das retas em diagonais com áreas texturizadas (compostas por triângulos minúsculos) é o que dá uma característica ousada ao produto.

É válido pontuar que notebooks gamer podem ser extravagantes, mas isso não significa que todos eles sejam perfeitos em questões estéticas. Com características visuais um tanto questionáveis, alguns modelos buscam agradar gamers que preferem aparelhos chamativos, mas o design pode ser apelativo demais para outros que prezam por visuais mais tradicionais.

Este é justamente o caso da série Acer Nitro 5, que há muito tempo vem apostando neste conceito arrojado. Ao abrir a tampa, podemos ver a tela, que traz bordas com cantos em diagonais, as quais também se projetam na carcaça. Assim, o aparelho se mostra ousado, porém tais aspectos causam estranheza. A falta de diálogo entre o display e o contorno certamente deixa dúvidas se este é um design agradável.

Imagem: Ivo/Canaltech

Na parte interna, nos deparamos com um teclado recheado de atalhos e opções, sendo estas decisões que fazem muito sentido num produto que busca entregar versatilidade — algo requisitado pelo público-alvo. Vale notar o capricho no acabamento das teclas, que trazem bordas na cor vermelha, bem como um contorno reforçado nos comandos mais usados nos games (é o caso das teclas W, A, S e D). O touchpad de proporções convencionais também traz uma linha vermelha ao redor, o que garante a harmonia entre os componentes.

A cor vermelha escura da dobradiça é visível na área interna, o que garante uma combinação criativa entre o exterior e o interior do produto. As bordas da tela têm um acabamento com um plástico diferente, o que poderia ser repensado para uma composição ainda mais bonita. Contudo, vale pontuar que a tampa entrega rigidez suficiente para evitar trepidações durante o uso intenso.

A visão traseira do aparelho evidencia as saídas do sistema de ventilação, que se mostra caprichado tanto no acabamento quanto no posicionamento. O sistema de exaustão é bem visível na parte inferior do produto e foi instalado na região direita, o que evita possíveis transtornos no uso do notebook, já que a parte de refrigeração fica longe das teclas mais usadas nos jogos.

Imagem: Ivo/Canaltech

Na parte de baixo, o Acer Nitro 5 conta com borrachas de tamanho avantajado, sendo peças importantes para dois propósitos: evitar o superaquecimento (ao priorizar a boa ventilação) e garantir boa aderência do laptop nas superfícies. Aqui também podemos destacar o sistema sonoro, que fica posicionado estrategicamente para entregar um som limpo e que é projetado para a parte superior do produto.

Quanto às conexões, este notebook gamer entrega um conjunto de opções caprichado. No lado direito, temos a conexão de energia, uma porta USB 2.0 e o conector de fones de ouvido. Esta região traz poucas conexões, pois aqui também temos uma saída de ar quente. Já à esquerda, há uma porta de rede (RJ-45), uma conexão HDMI convencional, uma porta USB do tipo C e duas USB 3.0 do tipo A.

Ainda que a maioria dos gamers vá usar uma conexão de rede cabeada, é importante comentar sobre a configuração wireless. Os modelos mais robustos da linha Nitro 5 trazem uma combinação de placa Intel Wireless Wi-Fi 6 AX200 e Killer Ethernet E2600. Contudo, este modelo que analisamos usa componentes diferentes: placa Qualcomm Atheros QCA61x4A (que é compatível com WiFi 802.11ac dual-band e Bluetooth 5.0) e controlador Realtek para redes cabeadas. São componentes de qualidade e que entregam bom desempenho, porém não são os mais requisitados pelos gamers.

Imagem: Ivo/Canaltech

A fabricante também preparou o Nitro 5 para reparos e upgrades facilitados, de modo que é bastante simples abrir a tampa inferior que esconde o hardware do aparelho. Isso não significa que ele é frágil ou fraco, muito pelo contrário: temos aqui um sistema bem robusto, que protege adequadamente as peças e que é devidamente fechado com parafusos do tipo Phillips. Posteriormente, vamos falar sobre o que há embaixo da tampa.

Vale atentar para o fato de que este notebook é um bocado pesado. Segundo os dados da fabricante, o Acer Nitro 5 pesa 2,7 kg, portanto, se você é do tipo que gosta de levar seu computador para todo lado, é importante prestar atenção, pois a configuração gamer implica em um aumento considerável do peso. Contudo, também é válido ressaltar que nem todo notebook gamer é pesado, ainda mais que temos exemplos de concorrentes que são bem mais leves.

Tela

O Acer Nitro 5 que testamos tem uma tela de 15,6 polegadas com resolução Full HD, o que já é uma característica imprescindível em notebooks gamers. O painel do tipo IPS evita distorções de cores mesmo quando observamos o conteúdo em ângulos obtusos, o que garante posicionar a tela em diferentes posições e ainda enxergar a imagem sem problema.

Por se tratar de um modelo que já tem algum tempo de mercado, a ficha oficial do produto já está indisponível, mas em algumas consultas podemos encontrar detalhes que sugerem que a tela tem fidelidade de cores que atinge 98% sRGB. Além disso, as informações mais comuns (não confirmadas no site oficial) dão conta de que a tela aqui emite até 300 nits de luminosidade.

Imagem: Ivo/Canaltech

Na prática, a tela não brilha tanto quanto esperávamos, marcando 210 nits de brilho máximo. Não se trata de um resultado ruim, mas ainda não é a tela mais adequada para quem vai trabalhar com edição de imagens, por exemplo, já que este pode ser um dos possíveis usos do produto.

O display deste modelo tem taxa de atualização de 60 Hz e não conta com tecnologias especiais como G-SYNC ou FreeSync. Esta especificação está de acordo com o hardware do aparelho, mas telas com taxas variáveis são mais recomendadas, uma vez que podem se ajustar melhor à performance dos games e evitar situações como Screen Tearing (quando há uma falta de sincronia entre a taxa de frames e a atualização do conteúdo em tela).

Teclado e Touchpad

Hardware, tela e design são aspectos muito caprichados em boa parte dos notebooks gamers, mas há dois componentes essenciais para a jogatina que geralmente não atendem às necessidades dos players: o teclado e o touchpad. Essas são características ainda mais simples em laptops com preços acessíveis, categoria em que podemos categorizar o Acer Nitro 5.

Bom, em geral, profissionais da área ou mesmo jogadores mais exigentes acabam optando por periféricos dedicados, como um teclado mecânico e um mouse de boa precisão. É válido pontuar que o teclado do Nitro 5 serve perfeitamente ao propósito em títulos mais simples, mas ele talvez não entregue conforto e a ergonomia devida para longas partidas.

Imagem: Ivo/Canaltech

Apesar disso, este teclado tem vantagens para o uso cotidiano, uma vez que ele traz layout ABNT2, tendo os principais caracteres que você provavelmente já está acostumado. Além disso, temos aqui o teclado numérico e alguns atalhos exclusivos, como um botão dedicado para abrir o software Nitro Sense. A Acer também caprichou no sistema de retroiluminação, que tem 4 níveis de brilho, o que agrega ao visual e facilita a jogatina noturna.

Quanto ao touchpad, tirando jogos extremamente casuais, é até redundante dizer que você vai precisar de um mouse externo, afinal é quase impraticável encarar games mais competitivos. Dito isso, este componente serve à sua função: controlar aplicativos e gerenciar tarefas básicas no sistema operacional.

Configuração e Desempenho

Tudo o que falamos até agora é muito importante, mas certamente o hardware é a parte mais atraente para os gamers. Conforme comentamos no início do texto, o laptop que analisamos é o Nitro 5 de código AN515-43-R59W, um produto que tem uma configuração mais modesta.

O processador deste notebook é o Ryzen 5 3550H, um modelo de quatro núcleos, apto para rodar até 8 threads. Este chip de 12 nanômetros usa arquitetura Zen 2, tem 4 MB de memória cache em nível L3 e clock que varia de 2,1 GHz no modo básico até 3,7 GHz na configuração Max Boost. Segundo o site oficial da AMD, o TDP padrão é de 35 watts.

Hardware do Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

A placa de vídeo é a NVIDIA GeForce GTX 1650 que conta com 4 GB de memória GDDR5 dedicada. Na prática, esta placa de vídeo pode rodar jogos bem recentes com qualidade intermediária ou até alta, sendo que a performance pode variar conforme o título e algumas configurações específicas.

Em nossos testes, a GTX 1650 conseguiu executar Grand Theft Auto V na qualidade Alta (configurada de forma automática pelo próprio jogo), mantendo desempenho muito próximo dos 60 frames por segundo, com raras quedas para os 40 frames por segundo.

Jogo Grand Theft Auto V no Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Já o game Shadow of the Tomb Raider é mais exigente e na qualidade Alta apresenta performance na casa dos 50 frames por segundo, mas notamos alguns leves engasgos e quedas para baixo de 40 frames por segundo.

Jogo Shadow of the Tomb Raider no Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

O Acer Nitro 5 empurra bem os games, mas isso implica em temperaturas elevadas, que oscilam entre os 70 °C e 80 °C, tanto no processador quanto na placa de vídeo. Pode ficar tranquilo que seus dedos não vão sentir o calor, pois o sistema de refrigeração é bem eficiente, mas essa eficiência tem um custo: um ruído elevado proveniente das saídas de ar.

Apesar das temperaturas elevadas e do barulho — que parece um simulador de colmeia —, a boa notícia é que esse modelo prioriza o desempenho. Ele aumenta a rotação das ventoinhas para garantir a saída do ar quente e assim mantém as frequências dos componentes elevadas, o que consequentemente resulta em boa performance. Ponto para a Acer!

Um adicional bem-vindo é o aplicativo Nitro Sense, que permite ao usuário optar por diferentes perfis de funcionamento dos componentes e do sistema de refrigeração. Caso o barulho seja um problema, é possível efetuar ajustes para que o computador trabalhe de forma mais silenciosa (com um possível prejuízo nas temperaturas e no desempenho, é claro). No entanto, se você quiser maior performance, pode usar as ventoinhas na velocidade máxima (a mais de 5.700 rotações por minuto), mas o ruído é realmente insuportável!

Aplicativo Nitro Sense no Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

É importante citar que este modelo analisado tem uma limitação na memória RAM. Para começo de conversa, estamos falando de uma configuração com 8 GB de memória, o que é suficiente para uma máquina gamer de entrada. Contudo, na prática, o total de memória disponível para o sistema, apps e jogos é de apenas 6 GB!

Essa limitação de memória existe por conta de outro componente: o chip gráfico embutido no processador da AMD. O Ryzen 5 3550H traz uma GPU Radeon Vega 8, que é utilizada nas atividades diárias que não exigem tanta performance gráfica. Como configuração padrão, o chip de vídeo Radeon usa a memória do sistema como memória de vídeo.

Radeon Vega 8 no Acer Nitro 5 usa 2 GB de memória - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Todavia, o problema é que o usuário não pode configurar a quantidade de memória compartilhada, de modo que a máquina define automaticamente que 2 GB devem ser reservados para este uso. Isto é um grave limitador do produto, já que o usuário não tem essa escolha, mesmo que suas tarefas mais básicas não usem essa memória reservada.

Outra informação importante para ficar atento é a especificação de frequência da memória. Nós abrimos o produto e verificamos que este aparelho traz um módulo de 8 GB com clock de 2.666 MHz. No entanto, por conta de uma limitação do processador, a memória só funciona com clock de 2.400 MHz, então isso não pode ser alterado via BIOS.

Memória RAM DDR4 de 2.666 MHz no Acer Nitro 5 é limitada para clock de 2.400 MHz - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Aproveitando que estamos falando de memória, vamos falar sobre armazenamento. O Acer Nitro 5 que testamos tem uma combinação interessante: um SSD de 128 GB combinado com um HD de 1 TB. Isso significa que o SSD garante o início acelerado do Windows 10 e o carregamento rápido dos aplicativos, mas ele não tem espaço suficiente para muitos jogos, de modo que o loading dos games vai acabar demorando, uma vez que eles terão de ser armazenados no disco rígido.

SSD SATA no Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Importante atentar ao fato de que o SSD que vem neste laptop não é de altíssima velocidade. Trata-se de uma peça que usa um slot M2, mas que ainda usa a tecnologia SATA. O modelo que analisamos tem um SSD ADATA IM2S3338-128GD2. É um componente rápido e que chega próximo dos limites máximos do padrão SATA, mas está longe de ser tão rápido quanto um componente que use a interface PCI-Express.

Desempenho SSD no Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

A boa notícia é que, com o acesso fácil aos componentes, o usuário pode facilmente trocar o disco rígido por um SSD do tipo SATA, bem como tem a opção de fazer um upgrade no SSD do tipo M2 para instalar um modelo do tipo NVME. Essa versatilidade do produto vem a calhar para quem curte muitos jogos que ocupam espaço exagerado no armazenamento ou que guardam muitos dados pessoais.

Sistema de Som

A configuração de áudio do Acer Nitro 5 é bastante suficiente para o entretenimento. A Acer não divulga as especificações oficiais do sistema sonoro, mas ele é equipado com um conjunto de dois alto-falantes, formando então uma combinação estéreo.

Não há qualquer benefício proveniente de tecnologias como DTS ou Dolby, porém, apesar de simples, os dispositivos sonoros apresentam boa potência, sendo um sistema adequado para executar filmes ou músicas.

A equalização de som do Acer Nitro 5 é balanceada, mas, como de costume e dada a limitação de espaço e componentes, o som tende a ter um reforço de agudos e médios. Não que os graves sejam inexistentes, mas não espere um reforço significativo. No todo, um sistema de som suficiente para o dia a dia.

Todavia, tal qual o teclado e o touchpad, o sistema de som de um laptop gamer não é o mais adequado para a atividade principal do jogador. Considerando a necessidade de estar atento aos sons em games competitivos, é apenas impossível obter bom desempenho nas partidas sem o auxílio de fones de ouvido.

Bateria e Carregamento

Notebooks voltado para jogos geralmente não apresentam configurações energéticas impressionantes, uma vez que o hardware mais poderoso acaba sendo um fator que vai na contramão da autonomia prolonga de bateria. Além disso, é evidente que os notebooks gamers não desempenham de forma adequada nos games quando usando a bateria como fonte de energia.

Contudo, a bateria é um componente fundamental, afinal estamos falando de um produto portátil, então ele deve apresentar uma performance razoável para algumas finalidades. Dessa forma, achamos importantíssimo apresentar um teste de uso real do produto, de modo que você pode ter uma noção da duração da bateria para determinadas situações.

Bateria do Acer Nitro 5 - Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Segundo as informações oficiais, o Acer Nitro 5 que analisamos conta com uma bateria de 4 células de 55 Wh com capacidade de 3.220 mAh. Todavia, ao abrir a tampa do aparelho, nos deparamos com um componente de 3.574 mAh, uma boa surpresa, afinal ter um pouco mais de bateria não é nada mal. Confira como efetuamos nosso teste:

  1. Antes de qualquer teste, recarregamos a bateria até 100%;
  2. Na sequência, alteramos o perfil de energia para o modo econômico;
  3. Configuramos o brilho da tela para nível máximo (uma vez que a tela não é das mais brilhantes, este é um ajuste sensato para quem vai ver filme neste laptop);
  4. Deixamos o nível de volume do som em 60%;
  5. Habilitamos o Wi-Fi, pois vamos realizar um teste com streaming;
  6. Reproduzimos vídeos na Netflix até que a bateria tivesse sua carga drenada até 20%.

Resultado: após 3 horas e 20 minutos de reprodução de filmes, a bateria atingiu o nível de 20%, o que significa que, na teoria, ela pode ter uma autonomia próxima de 4 horas para reprodução de vídeos. Este é um resultado bom, se levarmos em contar que o brilho da tela estava no máximo. Além disso, é possível afirmar que a bateria pode durar até um pouco mais para tarefas rotineiras e com ajustes no nível de iluminação do display.

Quanto à recarga da bateria, o tempo total para subir a energia de 20% até 100% foi de aproximadamente 2 horas, o que significa que uma carga completa pode levar cerca de 2 horas e 30 minutos, mesmo que o aparelho esteja em uso para atividades leves. Essa carga rápida é possível graças ao carregador de 135 watts de energia, que é fundamental alimentar uma máquina gamer.

O Acer Nitro 5 é uma máquina robusta, com hardware balanceado e bom desempenho nos jogos. No entanto, o produto é pesado e faz bastante barulho na hora da jogatina. O modelo equipado com AMD Ryzen 5 não entrega o máximo de memória RAM e fica aquém do esperado.

Concorrentes Diretos

O Acer Nitro 5 é um notebook gamer bastante equilibrado e que nos impressionou nos testes. Com diversas configurações, esta série tem preços que variam muito de acordo com os componentes embarcados. Este modelo que analisamos tinha valor de venda estimado próximo dos R$ 5.400,00, porém é importante observar que há versões do Nitro 5 com Windows 10 ou com Endless OS, então fique atento se você pegar uma opção mais em conta.

No entanto, é importante salientar que esta variante de código AN515-43-R59W dificilmente é encontrada, pois ela foi um sucesso de vendas. Assim, se você quer um aparelho da Acer com especificações similares, nós recomendamos o Nitro 5 de código AN515-54-528V, que, na data publicação desta análise, custava R$ 5.179,00. Trata-se de uma versão com Intel Core i5-9300H e demais componentes idênticos ao deste aparelho abordado no review.

Entretanto, se você quer gastar algo nesta faixa, porém prefere uma configuração mais moderna, nós recomendamos fortemente buscar pelo Dell G3 3500-U10P, que conta com os seguintes diferenciais: processador Intel Core i5-10300H, memória em dual-channel com clock de 2.933 MHz e SSD de 256 GB do tipo NVMe. Este modelo da Dell também usa a GeForce GTX 1650. Ele é encontrado por valores a partir de R$ 5.444,10.

Outra opção que se destaca é o ASUS X571GT-AL887T, que se igual em questão gráfica com uma GeForce GTX 1650, mas que tem alguns benefícios interessantes: SSD de 256 GB NVMe, tela com taxa de atualização de 120 Hz, Intel Core i5-9300H e peso de apenas 2,14 kg. Essas vantagens obviamente um custo elevado, sendo possível achar ofertas a partir de R$ 5.878,95.

Já se você prefere uma configuração gamer mais acessível, nossa recomendação é o Lenovo IdeaPad L340, que nós inclusive soltamos review recentemente. Este aparelho tem processador Intel Core i5-9300HF, SSD de 256 do tipo NVMe e pesa apenas 2,1 kg. Ele só sai na desvantagem por conta da placa de vídeo mais básica: uma GeForce GTX 1050. Na publicação deste review, este laptop Lenovo era encontrado por R$ 4.464,05.

Conclusão

O Acer Nitro 5 é um aparelho que agrega as principais características que os gamers brasileiros buscam: hardware balanceado e preço acessível. Falando especificamente do modelo que testamos, fica evidente que ele apresenta alguns inconvenientes que podem exigir sua atenção, como é o caso da memória limitada por conta do chip gráfico Radeon, o que nos leva a recomendar o Nitro 5 com processador Intel, que desempenha parecido e não apresenta tal inconveniente.

Algumas limitações como o espaço de armazenamento e o desempenho do SSD do tipo SATA também podem ser problemáticos para determinados usuários. Assim, tais pontos podem resultar em eventuais gastos com upgrades em pouco tempo, de modo que você também pode escolher um dos modelos concorrentes supracitados, que já podem ter configurações mais equipadas. No entanto, a simples possibilidade de ter fácil manutenção já é um ponto muito positivo do produto da Acer.

Tirando tais aspectos limitadores no Acer Nitro 5 com AMD Ryzen, no geral, só temos elogios ao produto e recomendamos a compra. Interessante pontuar que justamente este modelo analisado está indisponível na maioria das lojas, sendo assim nós recomendamos optar pela variante de código AN515-54-528V, que, novamente vale alertar: tem como diferencial o processador Intel Core i5-9300H e apresenta desempenho parecido e, melhor ainda, não tem a limitação na memória RAM.

Curtiu o desempenho do Acer Nitro 5? Então, aproveite para comprá-lo através dos links que separamos com as melhores ofertas do Brasil:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.