Xiaomi adquire startup Deepmotion para acelerar tecnologia de condução autônoma

Xiaomi adquire startup Deepmotion para acelerar tecnologia de condução autônoma

Por Munique Shih | Editado por Jones Oliveira | 25 de Agosto de 2021 às 17h12
Reprodução/Sohu

Em março deste ano, a Xiaomi anunciou planos para desenvolver sua própria linha de carros elétricos, num investimento que deve somar US$ 10 bilhões nos próximos 10 anos. Além disso, a companhia chinesa também revelou planos para recrutar 500 especialistas e engenheiros que serão responsáveis por desenvolver sua tecnologia de condução autônoma para os futuros veículos.

Como parte desse esforço, a gigante dos eletroeletrônicos anunciou nesta quarta-feira (25) a aquisição da Deepmotion, startup chinesa de direção autônoma fundada na capital Pequim e que atualmente está avaliada em US$ 77,4 milhões. Em comunicado, o vice-presidente da Xiaomi, Wang Xiang, revelou que, com a compra, a ideia é focar no desenvolvimento de tecnologia de direção autônoma Nível 4, que possibilita condução independente da intervenção humana.

Com esse projeto, a Xiaomi competirá, em breve, com gigantes que já estão há algum tempo no mercado, como a Huawei e a Baidu. Porém, Xiang ressaltou que, com a ajuda da Deepmotion, será possível reduzir o tempo da etapa de pesquisa e desenvolvimento e antecipar a chegada de seus carros elétricos e autônomos no mercado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.