Pix: confira 5 novas funções que chegarão em 2022

Pix: confira 5 novas funções que chegarão em 2022

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 27 de Dezembro de 2021 às 18h27
Divulgação/Marcello Casal/Agência Brasil

Em um ano de uso, o sistema de pagamento instantâneo (Pix) já tem mais de 115 milhões de usuários cadastrados: mais de 106 milhões de brasileiros e mais da metade das empresas no país aderiram ao sistema. Mais de 1,2 bilhão de transações foram realizadas com Pix, uma quantidade que supera as operações com boletos, TEDs, DOCs e cheques somadas.

O Pix funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Pode ser feito entre quaisquer bancos, de banco para fintech, de fintech para instituição de pagamento e assim por diante. Tanto para pessoa física quanto para jurídica, o dinheiro cai na hora e a operação não tem custo (pessoas físicas) ou custa muito pouco (jurídica).

Em um ano, mais de 1,2 bilhão de transações foram realizadas com Pix (Imagem: Reprodução/Canaltech/Caio Carvalho)

O Banco Central do Brasil (Bacen) tem adicionado novas funcionalidades a ele: a ideia é ampliar ainda mais o acesso à ferramenta. Em 2021, por exemplo, foram lançados o Pix Saque (que permite fazer saques em qualquer ponto que ofereça o serviço) e o Pix Troco (em que, ao fazer uma compra, o consumidor faz um Pix de valor superior e recebe a diferença em espécie). No extrato, o cliente vai identificar a parcela destinada à compra e a quantia sacada como troco.

Alex Peguim, COO da Speedy.io, fintech de serviços financeiros para micro, pequenos e médios empreendedores, as novidades podem levar a uma redução de caixas eletrônicos na cidade, já que o saque de dinheiro pode ser feito em qualquer comércio. “Também deve haver concorrência maior entre os métodos de pagamento, tanto em preço quanto em oferta de serviço”, destaca.

A novidade mais recente envolvendo o Pix é o uso do sistema para arrecadação de recursos para campanhas eleitorais. A medida foi autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e prevê que partidos e candidatos usem o CNPJ ou o CPF como chave de identificação.

Para Peguim, a medida é muito importante, já que o Pix garante a rastreabilidade eletrônica da fonte pagadora. “Outras novidades, como o Pix Garantido, devem agir bem em terrenos em que o cartão de crédito domina, como serviços de mensalidade, pagamentos recorrentes e até mesmo parcelamentos”, afirma.

Novos recursos

Segundo o Bacen, cerca de 40 milhões de pessoas no Brasil fizeram sua primeira transferência bancária por Pix. Além disso, 14 milhões de brasileiros abriram conta bancária pela primeira vez em 2020, durante a pandemia.

Novas funcionalidades chegam ao Pix em 2022 (Imagem: Reprodução/Agência Brasil/Marcello Casal Jr.)

Peguim acredita que isso é resultado, principalmente, do Pix e do Auxílio Emergencial. “A população brasileira nunca teve acesso de forma tão barata e ágil a serviços financeiros. Hoje, temos uma rede de pagamentos mais barata, descomplicada e rápida”, afirma.

Outras funcionalidades devem chegar ao Pix em 2022. Veja a seguir quais são elas:

Pix garantido

Permite que os pagamentos sejam parcelados e agendados por meio do Pix.

Pix aproximação

Vai ser possível fazer pagamentos por Pix ao aproximar o celular da máquina de cartão.

Pix débito automático

Contas de consumo, como água, luz e telefone, poderão ser programadas para pagamento automático com Pix.

Pix offline

O recurso está sendo testado com três tecnologias, mas ainda está em processo de avaliação.

Pix internacional

O Bacen já conversa com países como Inglaterra e Itália para permitir transferências internacionais instantâneas a partir da ferramenta, mas o lançamento da função ainda não tem data definida.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.