Mais um unicórnio no Brasil: Banco Neon recebe investimento de R$ 1,5 bilhão

Mais um unicórnio no Brasil: Banco Neon recebe investimento de R$ 1,5 bilhão

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 15 de Fevereiro de 2022 às 15h20
Reprodução/Mark OFlynn/Unsplash

O Banco Neon se tornou o mais novo unicórnio brasileiro, segundo informou a empresa nesta segunda-feira (14). Este é o apelido de startups que atingem uma avaliação de mercado de pelo menos US$ 1 bilhão (R$ 5,2 bilhões, na cotação atual). O status veio após uma rodada série D de US$ 300 milhões (R$ 1,5 bilhão) liderada pelo banco espanhol BBVA.

Segundo o Infomoney, a fintech não divulgou qual foi sua avaliação exata; apenas informou que se tornou unicórnio há “algum tempo”, mas só quis oficializar o novo status após esta última rodada. Também comunicou que seu faturamento cresceu três vezes em 2021, além de cuidar de R$ 5,8 bilhões em transações mensalmente.

A Neon foi criada em 2016 em São Paulo e foca em serviços financeiros para pessoas físicas e pequenas empresas, como contas digitais gratuitas, empréstimos pessoais e cartões de débito e crédito. A fintech diz ter atualmente 15 milhões de clientes, sendo 88% deles nas classes C, D e E. Cerca de R$ 3,6 bilhões já foram captados em rodadas anteriores.

Neon é o novo unicórnio brasileiro (Imagem: Envato/BrianAJackson)

Com o negócio, o BBVA adquiriu 29,7% de participação na Neon. O aporte ocorreu por meio da Propel Venture Partners, fundo de capital de risco que já havia apostado na insurtech Hippo e a fintech de criptomoedas Coinbase, ambas dos EUA. Este mesmo fundo já havia apostado na Neon em rodada série A de 2018. No ano seguinte, a startup recebeu investimentos do Banco Votorantim.

“O investimento acontece em meio a um contexto de disrupção tecnológica sem precedente, com crescimento sólido de modelos digitais e inovadores especialmente entre os serviços financeiros. Além de um comprometimento claro com a inovação, o investimento permite que o BBVA ganhe exposição ao varejo bancário brasileiro, um dos mercados com maior potencial no mundo”, escreveu o banco em comunicado sobre o aporte.

Unicórnio Neon investirá mais em marketing

Segundo o Estadão, o dinheiro do novo aporte será usados para investimentos em áreas como tecnologia, marketing e produto. Por isso a empresa continuará focando no crédito, mas ampliará suas ações como uma martech, empresa que une marketing a tecnologia para chegar a novos clientes. Novas aquisições também estão na mira do banco digital.

Fonte: Infomoney, Estadão

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.