Magazine Luiza está no topo da lista de varejistas mais eficientes do Brasil

Magazine Luiza está no topo da lista de varejistas mais eficientes do Brasil

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 31 de Agosto de 2021 às 14h30
Divulgação/Magalu

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (Ibevar) coloca Magazine Luiza, Carrefour, Natura, McDonald’s e Lojas Americanas na lista das 120 Maiores Varejistas do Brasil. Os estabelecimentos são classificados no estudo por ordem de eficiência em unidades presenciais.

No segmento de lojas de eletrônicos e móveis, quatro marcas dividem o primeiro lugar, com pontuação máxima. O nível mais alto de eficiência foi definido com a nota 1 e, em contraposição, o grau de ineficiência é medido pela distância até essa nota. Ou seja, quanto mais distante a empresa estiver de 1, menos eficiente ela é. São elas: Magazine Luiza, Via Varejo, Fast Shop e Fujioka Eletro Imagem.

  • Magazine Luiza: 1,000 (Magazine Luiza)
  • Via Varejo: 1,000 (Via Varejo)
  • Fast Shop: 1,000 (Fast Shop)
  • Fujioka Eletro Imagem S.A.: 1,000 (Fujioka Eletro Imagem)
  • Tok & Stok: 0,9825 (Makroast Shop)
  • Lojas Cem: 0,6798 (Via Varejo)
  • Luiz Tozini Atacadista e Supermercado Ltda Asa e Vídeo: 0,6527 (Fast Shop)
  • Móveis Gazin: 0,6168 (Magazine Luiza)
  • Máquina de Vendas: 0,4970 (Magazine Luiza)
  • Lojas Colombo: S.A. 0,3706 (Fast Shop)
Imagem: Divulgação/Magalu

Para chegar ao ranking, foi feita uma análise por envoltória de dados (DEA). Nela, duas métricas foram consideradas: faturamento por número de lojas e faturamento por número de funcionários. Como nem todas as varejistas divulgam o lucro, esse parâmetro não foi utilizado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Cada varejista foi comparada com uma referência, escolhida automaticamente pelo algoritmo do Ibevar. Para selecionar esse benchmark, foram utilizadas características quantitativas próximas, como número de funcionários, de lojas e de faturamento.

Fonte: InfoMoney

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.