Apple compra empresa fabricante de headsets de realidade aumentada

Por Redação | 22 de Novembro de 2017 às 09h32
TUDO SOBRE

Apple

Os rumores sobre o grande investimento da Apple no mundo da realidade aumentada ganharam força nesta terça-feira (22), quando veio a público a notícia de que a empresa concluiu a aquisição da Vrvana, uma fabricante de headset de RA. O negócio tem valor estimado em US$ 30 milhões.

Totem

Formada em 2005, a Vrvana já trabalhou com nomes como Audi e Tesla, no mundo automotivo, e Valve, empresa do mundo dos games e proprietária da plataforma digital Steam. Seu grande produto, entretanto, é o Totem, um headset de realidade aumentada que ainda estava em desenvolvimento e não chegou a ser lançado para o público.

Apesar da forma semelhante ao de óculos de realidade virtual e design muito parecido com o do Oculus Rift, a ideia do dispositivo é ir além disso, implementando a realidade aumentada e permitindo que os usuários utilizem as duas tecnologias ao mesmo tempo. As imagens do que estão à frente são capturadas e transmitidas em dois displays OLED na parte de dentro, com resolução 1440p, de forma a garantir mais fidelidade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além disso, os óculos reúnem outras tecnologias que também aparecem com frequência em equipamentos do tipo, como é o caso dos sensores infravermelhos para detectarem os movimentos das mãos e do corpo do usuário. Com isso, a Vrvana foi capaz de unir o melhor dos dois mundos, entregando o que chama, simplesmente, de realidade virtual aumentada.

Negócio

Agora, ela faria parte de um ecossistema muito maior. De acordo com as informações ainda não confirmadas sobre a aquisição, a maioria de seus funcionários já está trabalhando nos escritórios da Apple em Cupertino, nos Estados Unidos. Com o restante também a caminho, a ideia é que a companhia será totalmente dissolvida, com o Totem se tornando um produto a ser desenvolvido, agora, com a marca da Maçã e dentro de seus corredores.

Por enquanto, entretanto, nada de informações oficiais. A Vrvana, quando procurada, não se pronunciou sobre o assunto e o mesmo, claro, também vale para a Apple, que não costuma comentar sobre rumores ou especulações desse tipo.

Entretanto, como bem sabemos, a empresa tem intensificado seus trabalhos no mundo da realidade aumentada, incrementando tal função nas mais recentes versões do iPhone. Enquanto isso, nos últimos anos, realizou uma série de aquisições de companhias menores especializadas em tecnologias desse tipo, focadas nos mais diferentes fins.

Os boatos ganharam força na última semana, quando surgiu a informação de que a Maçã também estaria trabalhando no desenvolvimento de chips para fomentar essa utilização, e agora ganha ainda mais poder com a aquisição da Vrvana. Como dito, a Apple não fala sobre o assunto, mas as palavras da fogueira dos rumores é de que um headset de realidade aumentada da Maçã pode ser lançado em 2020.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.