Google Chrome: como fazer o navegador consumir menos memória, bateria e CPU

Por Joyce Macedo

Há algum tempo, o Chrome deixou de ser apenas um navegador minimalista para se tornar uma plataforma inteira de aplicativos. Porém, o browser do Google parece diminuir um pouco a vida útil da bateria de alguns computadores, especialmente Macs. Ele também é acusado de consumir muita memória RAM, algo que pode prejudicar o desempenho de computadores que têm menos memória.

Apesar dos pequenos inconvenientes, é possível aproveitar os recursos oferecidos pelo Google Chrome e minimizar esses problemas. Veja algumas dicas:

Não execute o Chrome em segundo plano

Por padrão, o Google Chrome continua sendo executado em segundo plano mesmo depois de ser fechado. Se você está tentando liberar memória de um PC que possui uma quantidade limitada de RAM, o fato do Chrome continuar sendo executado em segundo plano é um problema. Esse recurso também significa que o Chrome vai continuar impactando o desempenho da bateria do seu aparelho enquanto roda em background.

Para realmente fechar o Chrome, basta seguir alguns passos: se você estiver utilizando o Windows, procure por um pequeno ícone do Chrome na bandeja do sistema – se não estiver vísivel, ele pode estar escondido no ícone de seta. Clique com o mouse em cima do ícone do Chrome e selecione "Sair".

Caso você não utilize nenhum aplicativo do Chrome que precise ser executado em segundo plano e funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, você pode optar por desativar esse recurso. Para fazer isso, clique no ícone do navegador na bandeja do sistema e desmarque a opção "Executar o Google Chrome em segundo plano". Dessa forma, quando você fechar as janelas do seu navegador, ele será completamente desligado.

Chrome bandeja do sistema

Caso você precise reativar essa opção parar usar algum aplicativo, ou por outro motivo qualquer, basta ir até o menu "Configurações", localizado no ícone dos três tracinhos no canto superior direito do navegador. Em seguida, clique em "Mostrar configurações avançadas...", procure pela opção "Sistema" e selecione novamente a caixa de "Executar aplicativos em segundo plano quando o Google Chrome estiver fechado". Pronto, o ícone do navegador voltará a aparecer na bandeja do Windows.

Configurações Chrome

Remova extensões do navegador

Nós já falamos bastante sobre isso aqui no Canaltech, mas é sempre bom relembrar: extensões de navegador consomem memória e drenam os recursos do sistema. Isso porque elas funcionam como pequenos programas que rodam ao lado do processo do browser.

No Chrome, podemos ver um pouco desse impacto das extensões clicando no ícone de Menu > "Mais Ferramentas" > "Gerenciador de Tarefas". Uma lista irá aparecer e todos os itens que começam com a palavra "Extensão" são, obviamente, extensões do navegador que estão em execução.

Gerenciador de tarefas Chrome

Na coluna "Memória" podemos ver quanto cada extensão consome da memória RAM do computador, além de visualizar a porcentagem de uso da CPU – algo que também ajuda a drenar sua bateria. O ideal é desinstalar as extensões que apresentam alto consumo, desde que ela não seja essencial no seu dia a dia, e também aquelas que você não utiliza.

É importante destacar que nem todas as extensões do navegador aparecem nessa lista do Gerenciador de Tarefas do Chrome. Algumas delas não funcionam com os seus próprios processos; em vez disso, elas incluem scripts que são executados quando você carrega páginas da web para fornecer suas características.

A execução de scripts adicionais em todas as páginas da web carregadas no seu computador também exigirá mais processamento da CPU e, consequentemente, sugará mais bateria. Para eliminar essas extensões, vá até o menu do Chrome, selecione "Mais Ferramentas" > "Extensões" e então desinstale as que não utiliza para deixar o navegador mais leve.

Plugins e extensões Chrome

Desabilite a execução de plugins

Se uma página da Web utilizar um processo especial para exibir conteúdo avançado em sua página, o processo, também conhecido como plugin, também será listado no gerenciador de tarefas do Chrome. Os tipos comuns de plugin incluem Flash, Quicktime e Adobe Reader.

O ideal é fechar um plugin se você achar que ele está deixando a execução de uma página lenta – sem contar que os plugins também podem aumentar os problemas de segurança do navegador. Também é interessante desabilitar a opção "Executar todo o conteúdo de plug-in” do navegador para impedir que eles funcionem em segundo plano e sejam executados apenas quando você permitir.

Para isso, vá até o menu "Configurações" > "Mostrar configurações avançadas". Na seção "Privacidade", clique no botão "Configurações de conteúdo". Na seção "Plugins", escolha a opção "Deixe-me escolher quando executar o conteúdo do plug-in”. Dessa forma, o Chrome impedirá que qualquer plugin seja executado automaticamente. É possível executar plugins específicos clicando com o botão direito sobre eles e escolhendo "Executar este plugin". Para permitir a execução plugins em sites específicos, clique em "Gerenciar exceções".

Configurações de Conteúdo Chrome

Use menos abas

Ficar com vinte guias abertas ao mesmo tempo pode ser realmente tentador, mas não é o ideal. Fechar algumas guias pode impedi-lo de usar uma grande quantidade de memória. O mesmo se aplica à economia de bateria. No gerenciador de tarefas do Chrome é possível ver que as páginas da web que funcionam em segundo plano podem exigir muito da CPU e drenar a bateria do computador, dependendo do que eles estão fazendo.

Tente usar um navegador diferente

Se depois de todas essas tentativas o Chrome ainda não corresponder às suas expectativas de economia, tente usar outro navegador – especialmente se você tiver necessidades mais simples que não requerem muitas extensões ou recursos poderosos.

O Safari, por exemplo, se mostra muito mais eficiente no quesito economia de bateria em Macs. Já o Firefox, da Mozilla, usa menos memória no Windows, algo positivo para quem utiliza PCs com pouca memória RAM.

A própria Microsoft já ousou dizer que o seu navegador, o Internet Explorer, usa menos bateria no Windows do que o Chrome, então, nesse caso, até mesmo o infame IE pode ser uma boa opção em alguns casos. Lembrando que o novo browser da empresa de Redmond está chegando e ainda não sabemos exatamente qual será o comportamento do chamado "Microsoft Edge".

Na verdade, o uso de memória é um fator irrelevante em PCs modernos, contanto que você tenha memória suficiente para executar as tarefas do seu dia a dia. Memória não utilizada é memória desperdiçada.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.