Onde anda Jack Ma? Fundador do Alibaba some depois de críticas ao governo chinês

Onde anda Jack Ma? Fundador do Alibaba some depois de críticas ao governo chinês

Por Rui Maciel | 04 de Janeiro de 2021 às 16h20
JD Lasica / Wikimedia

Depois de um "sincericídio" contra os bancos e fiscalizadores financeiros da China, Jack Ma entrou na mira do governo daquele país. Desde então, seu império digital, o Alibaba Group, vem sofrendo uma ofensiva regulatória tão pesada que fez com que o executivo sumisse da vista do público nos últimos meses. E isso foi notado com mais força depois que ele cancelou a sua participação de um programa de TV.

Segundo o jornal Financial Times, em novembro último, Ma foi substituído como juiz no episódio final de um game show para empreendedores chamado de Africa's Business Heroes. A cobertura da notícia sobre a ausência de Ma do programa - e da vista do público - gerou especulações no Twitter - que está bloqueado na China. No entanto, o tema não foi um trending topic significativo nas redes sociais da China continental, onde tópicos sensíveis estão sujeitos a censura.

Uma porta-voz do Alibaba disse à Reuters na segunda-feira que a mudança se deveu a um conflito de horários, recusando-se a comentar mais. No entanto, pode o silêncio pode ser um movimento estratégico de Ma em meio ao bombardeio regulatório que seus negócios vêm sofrendo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“Acho que ele foi avisado para se calar”, disse Duncan Clark, presidente da consultoria de tecnologia BDA China, com sede em Pequim. “Esta é uma situação bastante singular, mais ligada à escala do Ant e às sensibilidades sobre a regulamentação financeira chinesa”, disse ele.

As ações do Alibaba listadas em Hong Kong caíram 2,15% nesta segunda-feira .

Entenda o caso

Mais famoso empresário de Tecnologia da China, Ma não aparecem em público desde um fórum realizado no final de outubro em Xangai. Lá, ele atacou o sistema regulatório da China, em um discurso que o colocou em rota de colisão com autoridades, resultando na suspensão de um IPO de US$ 37 bilhões do Ant Group, a poderosa fintech do grupo Alibaba, e que seria a maior oferta pública de ações da história.

Jack Ma: fundador do Grupo Alibaba vem sofrendo um bombardeio regulatório após críticar ao governo chinês (Foto: Wikipedia)


Os reguladores chineses se concentraram nos negócios de Ma desde seu discurso de outubro, incluindo o lançamento de uma investigação antitruste no Alibaba. Além disso, ordenaram que a Ant Group tornasse seus empréstimos e outros negócios de financiamento ao consumidor mais transparentes e exigiram a criação de uma holding em separado para atender às exigências de abertura capital. Para completar, foram compilados relatórios, incluindo um sobre como a fintech havia usado produtos financeiros digitais como o Huabei, um serviço de cartão de crédito virtual, para incentivar os pobres e os jovens a acumular dívidas.

Resultado: o Ant Group precisou suspender seu IPO dois dias antes da ansiosamente aguardada estreia nos mercados de Xangai e Hong Kong. E Jack Ma deixou de adicionar, pelo menos, US$ 27 bilhões ao seu patrimônio líquido.

Fonte: Financial Times  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.