Netflix segue com ações em alta apesar da atual pandemia e retração do mercado

Por Rafael Arbulu | 15 de Abril de 2020 às 09h52
Pixabay
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

Contrariando a tendência do mercado global, que espera queda econômica generalizada à medida que avança a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), a Netflix segue no sentido oposto, registrando nova alta no valor de suas ações. No fechamento do pregão na última segunda-feira, 13 de abril, a companhia viu seus papéis serem negociados a US$ 397 cada (R$ 2.049,93, na conversão direta cambial).

Não apenas isso, a alta registrada na segunda-feira é a mais recente em uma sequência que já perdura 52 semanas. Embora não seja o maior valor obtido pela Netflix (a empresa atingiu US$ 411,09, ou R$ 2.122,58, no segundo semestre de 2019), isso é sinal de que a pandemia teve um efeito positivo nos números da companhia, haja vista que a proliferação da COVID-19 forçou muitas pessoas a ficarem mais em casa e, consequentemente, assistirem a mais conteúdo e permanecerem logadas por mais tempo em plataformas de streaming. Sendo a Netflix líder deste mercado, não é difícil entender como isso acabou funcionando a favor dela.

Netflix registra alta no valor de suas ações, mas especialistas antecipam problemas no futuro

“O mercado está corretamente ajustando seus preços haja vista que ordens de permanência em casa significam um maior consumo de entretenimento residencial”, afirmou o analista Michael Pachter ao The Wrap. “O fato de que mais pessoas estão com mais tempo para dedicar a serviços como a Netflix naturalmente levou a um maior valor de ações”.

O site ainda argumenta que o lançamento de produções recentes de sucesso, como é o caso de A Máfia dos Tigres, também contribui para isso: a produção documental narra em formato de minissérie a vida de Joe Exotic, dono de um zoológico nos Estados Unidos, e seus constantes confrontos com entidades de proteção aos animais, sobretudo Carole Baskin, dona da Big Cat Rescue, que acusa Exotic de explorar e abusar de animais silvestres. A série teve tanto sucesso que assegurou novos episódios no final da última semana.

Apesar disso, o avanço da pandemia da COVID-19 também significa que a Netflix (e outras empresas do setor) não estão produzindo novos conteúdos neste momento, algo que o próprio analista Michael Pachter considerou em sua entrevista. A Netflix diz que ainda tem muita coisa para lançar — produções finalizadas antes da pandemia —, mas especialistas antecipam uma queda de audiência por falta de novas atrações.

Fonte: The Wrap

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.