HTC apresenta o 10 evo, smartphone topo de linha para o mercado internacional

Por Redação | 22 de Novembro de 2016 às 07h19

Já fazia algum tempo que circulavam rumores sobre a HTC lançar uma versão internacional do seu topo de linha Bolt, até então exclusivo dos Estados Unidos. E eles se confirmaram nesta terça-feira (22).

Batizado de HTC 10 evo, o smartphone é uma cópia fiel do irmão norte-americano, com exceção de vir em opções com 32 GB e 64 GB de armazenamento interno e nas cores cinza, prata e dourada. Fora isso, as especificações são as mesmas.

O HTC 10 evo vem com um display Gorila Glass 5 de 5,5 polegadas e 2.560 x 1.440 pixels de resolução. O Android que vem de fábrica é o 7.0 Nougat. Dentro da carcaça, um chip Qualcomm Snapdragon 810 de 2 GHz dá poder de fogo ao gadget, que vem com 3 GB de memória RAM. A câmera principal traz um sensor de 16 megapixels, que também conta com estabilizador óptico de imagem; já a frontal vem com 8 megapixels. A bateria tem capacidade de 3.200 mAh e um leitor de impressões digitais é responsável por manter os dados do usuário seguros.

Topo de linha da HTC, o 10 evo abandona a entrada tradicional para fones de ouvido e traz consigo fones com conector USB Tipo-C (Reprodução: Engadget)

Para fechar, o HTC 10 evo vem com certificação IP57, o que garante que o dispositivo continuará funcionando mesmo se for submerso numa coluna d'água de um metro por até 30 minutos. O som fica por conta da tecnologia HTC BoomSound Adaptive Audio, que teoricamente equaliza o áudio de acordo com o ambiente ao redor do aparelho. E já que estamos falando de som, não há saída de 3,5 mm para fones de ouvido - ao invés disso, o usuário tem de usar um par de fones USB Tipo-C.

Segundo a HTC, o evo 10 será lançado na Ásia, Europa, Oriente Médio e África até o fim deste mês de novembro. Como a companhia não atua no Brasil, o flagship não chegará por aqui a não ser por intermédio de importadores. Em relação ao preço, a empresa não forneceu nenhuma informação sobre isso, mas, nos Estados Unidos, o Bolt vinha sendo comercializado por salgados US$ 600.

Via Android Authority

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.