FBI pede para empresa israelense desbloquear iPhone de San Bernardino

Por Redação | 23 de Março de 2016 às 10h09

A empresa Cellebrite, sediada em Israel, recebeu uma solicitação do FBI para ajudar no desbloqueio do iPhone utilizado por atiradores em San Bernardino, segundo informa o jornal Yedioth Ahronoth. A empresa trabalha no ramo de desenvolvimento de software móvel e já estaria trabalhando para driblar o método de segurança utilizado pela Apple na proteção de seus smartphones.

Caso a Cellebrite tenha êxito, então o FBI pode não precisar mais do auxílio da Apple, pondo fim a disputa judicial entre o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a fabricante. A empresa norte-americana está envolvida judicialmente devido ao fato do órgão federal ter solicitado acesso ao iPhone do atirador de San Bernardino, de maneira a obter informações sobre o ataque e outros terroristas. A Apple recusa desbloquear o aparelho em questão, afirmando que isso traria consequências sem precedentes para a segurança de seus clientes.

Os dois lados iriam para o tribunal nesta terça-feira (22), mas, no dia anterior, um juiz federal concordou com o pedido de adiamento da audiência feito pelo governo. Isso teria acontecido depois que promotores afirmaram que uma empresa teria apresentado um suposto método capaz de transpor a barreira criptográfica implantada no iPhone. É provável que novos desdobramentos sobre o caso sejam atualizados na corte dia 05 de abril.

A Cellebrite é uma subsidiária da japonesa Sun Corp e trabalha em duas frentes. Na primeira, a empresa desenvolve um sistema utilizado para militares e serviços de inteligência que promete recuperar dados escondidos em dispositivos móveis, enquanto o campo de atuação da segunda é o das tecnologias para o varejo móvel.

Via VentureBeat

Fonte: http://venturebeat.com/2016/03/23/fbi-enlists-israeli-firm-to-unlock-encrypted-iphone/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.