Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Confira as dicas para iniciar a carreira em TI mesmo sem experiência

Por| Editado por Claudio Yuge | 15 de Agosto de 2022 às 18h20

Link copiado!

Pexels
Pexels

A área de Ti é uma das mais promissoras e de acordo com dados obtidos pela Gartner, uma empresa especializada em pesquisa e aconselhamento para organizações, o mercado de tecnologia é um dos que mais crescem no mundo. Nesse sentido Alvaro Oliveira, Chief Network Officer na Andela, uma rede global de talentos, aponta dicas importantes para os interessados entrarem na área mesmo sem ter experiência no setor.

Um relatório divulgado pela Gartner, revela que os gastos mundiais com TI, deverão totalizar US$ 4,5 trilhões (R$ 229,1 trilhões) em 2022, representando um aumento de 3% em relação ao ano passado. Uma das consequências desse crescimento é o surgimento de vagas no mercado de trabalho para profissionais do setor que supera a quantidade de mão de obra disponível na área

“A preparação é importante no processo de seleção dos candidatos aos diferentes cargos de tecnologia, tanto a nível de graduação em cursos de uma universidade quanto outras especializações, como o tradicional Java e agora o Python, que vem expandindo cada vez mais”, comenta Álvaro Oliveira, Chief Network Officer na Andela.

Continua após a publicidade

O executivo explica que os recrutadores têm prpcurado por perfis de profissionais que buscam atualizações em relação às linguagens de programação e características do mercado.

Com intuito de ajudar os profissionais com pouca experiência nesse processo, Oliveira destaca três dicas importantes para entrar na área de tecnologia e ter um perfil disputado entre os recrutadores.

1. Conhecer as áreas e funções desejadas e definir objetivos

Álvaro Oliveira explica que o primeiro passo para iniciar a carreira na área de TI é descobrir suas áreas de interesse. “Por ser um mercado amplo e com infinitas ramificações, definir o nicho de atuação é um ponto fundamental para obter êxito mais facilmente, além de permitir estabelecer os principais objetivos na profissão."

Após escolher a área de atuação no setor, fica fácil elaborar um plano de carreira com maior clareza. Após isso, a próxima etapa é o profissional desenvolver as suas capacidades acerca das funções desempenhadas na área escolhida.

Partindo do ponto que o desenvolvimento de aplicações Web seja o objetivo, por exemplo, um caminho proveitoso é buscar cursos de especialização em linguagens como HTML5, CSS3 e BootStrap 4.

2. Dedicação aos estudos e busca de estágio na área

Continua após a publicidade

Para o especialista, cursos técnicos e superiores são essenciais para aprender sobre as diferentes áreas de TI. Ter o acompanhamento de professores capacitados e experientes possibilita um aprofundamento na área de modo que o profissional passa a conhecer e entender um pouco de tudo que o setor de tecnologia abrange.

“Posteriormente, quando o estudante já adquiriu determinado conhecimento no decorrer dos estudos de um curso técnico ou superior, o estágio é outro passo indispensável para vivenciar o dia a dia da profissão e a realidade que o futuro da carreira lhe reserva. Trata-se de uma prática eficiente de conquistar experiência e introduzir-se no mercado de trabalho."

3. Curiosidade e atenção às tendências do mercado

Continua após a publicidade

Segundo Álvaro Oliveira, além do Javascript e do Phyton, os dispositivos mobile também compõem o ouro da tecnologia. Em ascensão desde a última década, os smartphones e os tablets com os sistemas operacionais Android e iOS são dois dos principais exemplos da área de TI que possuem importância para o desenvolvimento de software e aplicações Web.

Nesse sentido, o executivo da Andela recomenda aos profissionais que querem se destacar ficarem atentos às carências do setor. Diversas funções da área de TI sofrem com a escassez de talentos. Diversas vagas precisam ser preenchidas. Identificar essas deficiências vai te colocar à frente da disputa por uma vaga.

“Se você deseja se destacar no mercado, encargos como front-end, back-end, desenvolvimento de aplicativos e softwares, engenharia de software e gestão de TI são só alguns exemplos que podem contribuir para o crescimento profissional de quem os escolher para iniciar a carreira."

Continua após a publicidade

Obter mais conhecimentos, especializações; descobrir e entender as tendências são fatores determinantes para o profissional evoluir em qualquer área do mercado de trabalho, sobretudo no de tecnologia.

Déficit de profissionais de TI será de meio milhão até 2025

A Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais) divulgou um estudo no final de 2021 que mostra que a necessidade por profissionais nas áreas de software, serviços de TIC e TI In-House no Brasil deve chegar a 797 mil vagas até 2025.

O resultado mostra que houve um aumento da carência por profissionais do setor em comparação com outra pesquisa da empresa divulgada em 2019, que previa 420 mil trabalhadores no segmento entre 2018 e 2024.

Continua após a publicidade

A pesquisa mais recente revela que as consequências da pandemia aceleraram a digitalização de diversos setores, aumentando a demanda por profissionais. A sondagem da Brasscom também destaca a quantidade de pessoas que se forma anualmente, seja presencial ou EaD (Ensino a Distância) de licenciatura, bacharelado e tecnológico em tecnologia da informação e comunicação: estão muito abaixo da necessidade do mercado.

No país, as instituições de ensino formam 53 mil pessoas a cada ano, a demanda estimada de 159 mil vagas anuais até 2025, revelando uma carência que supera os meio milhão de profissionais.