Fundada em 2016, brasileira Rockcel quer vender 500 mil smartphones em 2017

Por Redação | 19 de Janeiro de 2017 às 00h01

A Rockcel, empresa brasileira criada em 2016 com apoio tecnológico da chinesa Speadtrum Communications, está com um plano ambicioso para 2017: vender 500 mil unidades no Brasil e lançar dois smartphones neste mesmo ano, um deles com tecnologia 4G. Com foco inicial no mercado do Rio de Janeiro, a empresa começou suas operações em junho e vem conquistando seu espaço em todo o mercado nacional.

A empresa mira no mercado de smartphones de baixo custo, com características de entrada, e vende seus aparelhos por meio de comerciantes regionais e pequenos varejistas online, dentre eles Casa & Video, Condor, Rabelo e Credimóveis Novolar.

Para José Eduardo Ferreira, sócio e diretor executivo da empresa, a estratégia é se estabelecer no mercado, e não buscar market share. “Os grandes players deixaram o segmento de baixo custo para vender celulares a partir de R$ 699. Mas ainda é um mercado que está crescendo muito”, afirmou Ferreira. “Você tem a Positivo, Qbex e outros players no mercado brasileiro Quando começamos, nós queríamos criar uma marca para disputar de igual para igual. Eu quero crescer junto neste mercado”, conta.

A Rockcel começou com um capital inicial relativamente baixo (R$ 10 milhões) e conta com uma fábrica própria, localizada em Avaré, interior de SP, e uma matriz, em São Paulo. O quadro de funcionários da companhia atualmente conta com 70 pessoas, dentre eles ex-funcionários de empresas do ramo como Ericsson e SonyEricsson, empresários e investidores do mercado de Telecom.

Os dois aparelhos que compõem o portfólio da empresa são o Quartzo (R$ 249) e o Opalus (R$ 399), este último vendido em parceria com a grife de óculos e relógios Chilli Beans.

Via MobileTime

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.