Apple contrata ex-engenheiro da ARM para sua divisão de processadores

Por Rafael Rodrigues da Silva | 02 de Julho de 2019 às 09h38
(Imagem: Reprodução/Sapo.PT)
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Diversos rumores que circularam nos últimos meses falam de um mudança no hardware dos próximos Macs da Apple, que passarão a utilizar processadores baseados na tecnologia ARM a partir de 2020 — e uma nova contratação da empresa torna esse futuro ainda mais provável.

Isso porque Mike Fillipo, antigo chefe da divisão de CPUs e arquitetura de processadores da ARM, agora é funcionário da Apple. A informação foi confirmada pelo próprio Fillipo, que atualizou sua página do LinkedIn para refletir sua nova posição na companhia da maçã.

Fillipo tem uma longa história nas empresas do Vale do Silício, tendo trabalhado também na AMD e na Intel. Em seu emprego anterior, ele foi responsável pelo desenvolvimento dos processadores Cortex-A72, Cortex-A76, Cortex-A57 e pelos chips de 5nm que a empresa deverá lançar no mercado em 2020. No começo deste ano, Gerard Williams, engenheiro responsável pelo desenvolvimento dos processadores da série Bionic A, havia anunciado sua saída da Apple, e tudo indica que Fillipo foi contratado para ocupar o cargo.

O objetivo da Apple em desenvolver seus próprios processadores baseados na arquitetura ARM é ter um maior controle sobre o ecossistema de componentes da empresa, que recentemente tem sofrido com a baixa produção da Intel, que não está suprindo as demandas do mercado.

Atualmente, a Apple já fabrica os processadores usados em seus iPhones e iPads (a série Bionic A) e o chip de segurança T2, usado nos modelos mais recentes de computadores Mac. Caso consiga desenvolver seu próprio processador baseado em ARM, a empresa pode se tornar autossuficiente na produção da parte principal do hardware de suas máquinas, o que pode ajudar a diminuir os custos com esses componentes — isso porque os rumores dizem que a Apple pretende criar uma arquitetura de processador que poderia ser utilizada tanto para os Macs quanto para os iPhones e os iPads.

Fonte: iPhoneHacks

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.