Apple anuncia iPad Pro com tela de 12,9 polegadas e 'caneta stylus'

Por Caio Carvalho | 09 de Setembro de 2015 às 15h09
photo_camera Divulgação

Foram vários rumores nos últimos dois anos e até informações de um suposto cancelamento. Mas a Apple anunciou nesta quarta-feira (9) o tão comentado iPad Pro, descrito pela companhia como "a maior novidade na história do iPad desde o primeiro iPad".

Basicamente, o novo modelo reúne todas as qualidades do excelente iPad Air, só que numa tela muito maior. São 12,9 polegadas distribuídas em um display com 2.732 x 2.048 pixels de resolução, além de contar com 5,9 milhões de pixels - o que significa que ele tem mais qualidade de tela que um MacBook Pro com tela Retina. Seu hardware vem com o novo processador A9X, que possui desempenho 1,8 vezes maior que o A8X presente no iPad Air 2.

De acordo com Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple, o iPad Pro agora é o dispositivo iOS que oferece mais poder, performance e tamanho de tela para um aparelho equipado com o sistema operacional móvel. "O que um display maior pode fazer? Pode fazer coisas que um smartphone não pode fazer, uma vez que não precisa ficar guardado no seu bolso, e pode fazer coisas que um laptop não pode fazer, já que você pode segurá-lo por um dia inteiro", destacou.

iPad Pro

Outro ponto martelado pela Maçã é que o iPad Pro é capaz de deixar no chinelo muitos notebooks e até mesmo PCs. Segundo a companhia, o aparelho é 80% mais eficiente e oferece gráficos 90% mais rápidos que os computadores fabricados nos últimos seis meses. Para garantir tanta performance, a empresa afirma que a vida útil da bateria é de até 10 horas de duração.

O iPad Pro também é extremamente fino, mas não tanto quanto outros iPads. Ele possui 6,8 milímetros de espessura, contra 6,1 mm do iPad Air 2, por exemplo. Por conta dessa ligeira mudança no design, foi possível incluir quatro alto-falantes distribuídos pelo tablet, que por sua vez são ativados de acordo com a posição que você segura o produto. O formato um pouco maior também dá espaço para uma câmera iSight de 8 megapixels.

iPad Pro

Por se tratar de um gadget voltado para o mercado corporativo, embora a Apple não tenha admitido isso na apresentação, o novo iPad ganhou uma nova linha de acessórios com foco na produtividade. Entre eles está o Smart Keyboard, uma capa com teclado integrado; e a Apple Pencil, um acessório nos moldes das famosas Stylus para desenhar e fazer anotações na tela do tablet. Segundo a Apple, a Pencil suporta vários tipos de ângulos e pressão, além de permitir que o usuário a utilize simultaneamente com o toque dos dedos na tela touchscreen.

iPad Pro

O iPad Pro é um produto topo de linha. E como tal, seu preço é bastante salgado: US$ 799 (32 GB com Wi-Fi), US$ 949 (128 GB com Wi-Fi) e US$ 1.079 (128 GB com 4G). A Apple Pencil custará US$ 99 e o Smart Keyboard US$ 169. Os produtos começam a ser vendidos nos Estados Unidos em novembro.

iPad mini

Ainda no campo do iPad, a Apple revelou a nova geração da família "mini", que agora conta com o chip A8X, o mesmo do iPad Air 2. A tela e a câmera continuam as mesmas da geração passada. O iPad mini também começa a ser vendido em novembro com preços a partir de US$ 399. Vale lembrar que o iPad mini 2 ainda não será descontinuado e agora passa a custar US$ 269.