Após aumento de impostos, Netflix e WhatsApp deverão custar mais caro ao usuário

Por Redação | 25 de Setembro de 2015 às 10h11

A Câmara dos Deputados aprovou, há algumas semanas, a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) para serviços como a Netflix e o WhatsApp. A notícia saiu aqui no Canaltech e agora a Abranet está preocupada com o provável aumento na mensalidade desses e de outros serviços.

A Associação Brasileira de Internet (Abranet) está receosa quanto à cobrança do ISS para serviços como a plataforma de streaming de vídeos e mensageiro instantâneo. Recentemente, a Câmara dos Deputados aprovou a cobrança de 2% do Imposto Sobre Serviços para esses e outros serviços anteriormente isentos e, para a associação, o consumidor vai "pagar o pato".

Eduardo Parajo, presidente da Abranet, afirma que a conta dessa regulamentação será paga pelo consumidor. Ele diz que "não existe nada de graça. Se o governo aumentar os impostos sobre esses serviços, é o usuário que vai pagar a conta".

Segundo o executivo, as empresas do setor temem a forma como a regulamentação será feita, já que o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, defende a taxação. Parajo apoia medidas com menos impostos para que o setor de empresas que utilizam a internet como plataforma de negócios possa continuar se desenvolvendo sem grandes impedimentos econômicos.

Em 2014, esse setor faturou mais de R$ 120 bilhões, resultado superior de quase 80% dos setores da economia brasileira. Para 2015, a expectativa é de ao menos fechar as contas "no azul", mesmo com uma visível perda no ritmo de expansão no primeiro semestre do ano.

Fonte: Correio Braziliense

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.