Ações da Virgin Galactic valorizam em 40% com permissão para voos turísticos

Ações da Virgin Galactic valorizam em 40% com permissão para voos turísticos

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 25 de Junho de 2021 às 19h30
Divulgação/Virgin Galactic

Nesta sexta-feira (25), a Federal Aviation Administration (FAA), responsável pelo regulamento de voos nos Estados Unidos, liberou a Virgin Galactic para conduzir voos comerciais tripulados com a espaçonave VSS Unity. A decisão foi bem-recebida pelo mercado, que chegou a valorizar em 40% o valor das ações da empresa na bolsa de valores.

Apesar de terem recuado ligeiramente, os papéis da companhia continuam em alta, avaliados em US$ 55,92 por ação (um aumento de 38,90% em relação ao dia anterior). A empresa afirma que é a primeira da categoria a receber uma aprovação do tipo, no que considera como um passo essencial para liderar o setor do turismo espacial.

Imagem: Captura de Tela/Canaltech

“A aprovação de hoje da FAA de nossa licença de lançamento comercial completa, em conjunto com o sucesso de nosso voo de teste em 22 de maio, nos dá confiança enquanto avançamos em direção a nosso primeiro voo de teste com tripulação completa neste verão”, afirmou o CEO Michael Golglazier ao Business Insider.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A previsão é que o novo voo conte com a presença de Richard Branson, bilionário responsável pela fundação da empresa. Ao menos inicialmente, a empresa pretende oferecer uma série de voos suborbitais com duração média de duas horas, nos quais turistas e pesquisadores poderão apreciar o ambiente espacial e a visão da curvatura da Terra.

A aprovação da FAA ainda não libera a empresa para atuar livremente: para isso, ela primeiro terá que completar com sucesso três voos com tripulações completas. Segundo o Business Insider, atualmente há uma fila de mais de 600 pessoas interessadas nos voos espaciais, e cada uma terá que investir US$ 250 mil (R$ 1,2 milhão) para participar do passeio espacial.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.