Wozniak teme que Microsoft já seja mais inovadora que Apple

Por Redação | 19.11.2012 às 16:42

Steve Wozniak, cofundador da Apple, parece estar preocupado com a evolução da Microsoft. Segundo ele, a empresa concorrente está ficando cada vez mais criativa e inovadora que a Maçã. Woz, como é conhecido no mundo tech, revelou ao TechCrunch que teme que a Microsoft crie produtos melhores e ainda mais diferenciados que a Apple.

Woz justifica sua preocupação: para ele, o fato de a Microsoft não ter medo de errar e seguir mudando as coisas, criando produtos que não seguem a mesma linha de sempre, como iPhone e Android, pode ser uma verdadeira pedra no sapato da empresa que ele ajudou a fundar.

Aqui no Canaltech, nós mostramos que a Microsoft deseja seguir a linha do tradutor universal de Star Trek e pretende criar uma tecnologia de reconhecimento de voz que traduz, simultaneamente, sua voz para qualquer idioma.

Woz ficou indignado com tal abordagem tecnológica e revelou: "Se eles estão fazendo tais avanços na área de reconhecimento de voz, imagino que a Microsoft tenha passado um bom tempo em seus laboratórios tentando inovar".

Steve Wozniak

Wozniak: "Imagino que a Microsoft tenha passado um bom tempo em seus laboratórios tentando inovar"

Woz ficou famoso também pelo seu apreço à Apple. Mesmo não participando mais da empresa, ele sempre foi um grande adepto da marca e de seus produtos, tanto que sempre esteve na fila dos lançamentos para garantir seu iGadget, assim como aconteceu quando a Apple lançou o novo iPad e ele estava lá, aguardando para ser um feliz proprietário do aparelho.

Ele diz que ama a Apple e fica preocupado com o fato de a empresa querer melhorar constantemente o iPhone. Para Wozniak, as inovações parecem ter dado uma trégua, o que lembra o período que a Apple enfrentou quando Jobs saiu da empresa, na década de 80.

Quando a Apple lançou o iPhone 5, Woz se mostrou um pouco desapontado, dizendo que gostaria de ver duas versões do aparelho, com tamanhos diferentes, e que desejava que a Apple fosse "menos arrogante". Os novos produtos, as inovações e a criatividade da empresa parecem ter perdido força, e seu cofundador tem medo de que um dia a Microsoft ultrapasse a Apple no quesito inovação.