Samsung apresenta queda de 64% nos lucros da divisão móvel

Por Redação | 29 de Janeiro de 2015 às 12h19

A Samsung divulgou nesta quinta-feira (29) os resultados fiscais referentes ao quarto trimestre de 2014 e informou a queda de 36% nos lucros em relação ao mesmo período do ano passado, e queda de 64% nos lucros da divisão móvel entre os meses de outubro e dezembro. As informações são da Reuters.

A empresa registrou um lucro trimestral de US$ 4,84 bilhões, enquanto a divisão móvel, com a queda de 64%, apresentou US$ 1,8 bilhão em receita. Essa é a quinta queda trimestral seguida na área de dispositivos móveis da empresa e pela primeira vez impactou uma queda anual dos lucros no período de três anos.

Enquanto a Samsung perde um fatia considerável do mercado, a Apple e fabricantes chinesas, como a Xiaomi, conquistam maiores fatias de vendas. Na China, as vendas da Samsung no último ano tiveram queda de 17%. Uma das grandes responsáveis por este número é a Maçã, que no último trimestre teve ótimos resultados nas vendas dos iPhones 6 e 6 Plus no país asiático.

Mesmo com o desempenho bem abaixo do que apresentava, a empresa ainda registra uma margem de lucro de 7,5% com a venda de 95 milhões de aparelhos, sendo 75-80% smartphones. No período a Apple afirmou que vendeu 74,5 milhões de iPhones, uma aproximação inédita. A Samsung ainda pode se lamentar que é provável que as margens de lucro de 20%, como registrado em anos anteriores, demorem a voltar.

A sul-coreana afirma que pretende se concentrar em 2015 para incrementar o volume de chips no processo de 14 nanômetros, além de manter o foco na produção de displays Premium. A empresa afirmou que vai se "concentrar na recuperação, diferenciando seus dispositivos móveis utilizando novos materiais e design, além de gerir de forma mais eficiente os custos através de, entre outros, a racionalização nas linhas de produtos”.

Para aumentar novamente a competitividade e sua margem de lucro a empresa pode estar focada na linha Edge, com displays flexíveis e que podem oferecer uma diferenciação com as concorrentes. Rumores também sugerem que a Samsung pode abandonar o uso de processadores Qualcomm em seus smartphones, passando a usar os modelos Exynos, da própria fabricante, e que resultaria em uma diminuição dos custos na produção dos aparelhos.

Mas não apenas de celulares a Samsung pretende se manter competitiva no mercado. Uma das apostas da empresa é a venda de componentes e investimento em novas tecnologias. Segundo rumores recentes, a sul-coreana pode ser responsável a partir desde ano pela fabricação de 75% dos chips A9, da Apple. Com as vendas da Maçã aumentando, a Samsung pode tirar algum proveito disso.

As expectativas de recuperação na área móvel da empresa estão focadas no lançamento do provável Galaxy 6 para março deste ano. "Eu creio que depois de aprendida a lição, veremos uma significativa melhora em termos de design, qualidade na fabricação e nas funções. A questão agora é se isso será suficiente", disse Warran Lau, analista do Maybank Kim Eng.

Em 2013, 70% do lucro operacional da Samsung tinha com origem o negócio de dispositivos móveis da empresa. No ano passado este número caiu para 58%.

Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/01/28/us-samsung-elec-results-idUSKBN0L12SO20150128?feedType=RSS&feedName=technologyNewshttp://www.tudocelular.com/android/noticias/n49007/samsung-registra-queda-dispositivos-moveis.htmlhttp://exame.abril.com.br/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!