Google entra na briga dos phablets com o próximo Nexus

Por Redação | 13.10.2014 às 15:41

O Google deve entrar com tudo na briga pelo crescente mercado de phablets. E já deve começar a partir do próximo Nexus, ao lado da fabricante Motorola.

De acordo com as informações do Wall Street Journal, o celular, apelidado como "Shamu", ainda não foi confirmado pela companhia, entretanto, rumores dizem que ele terá 5,9 polegadas e será um dos maiores do mercado. O display será mais amplo do que o do iPhone 6 Plus, de 5,5 polegadas, e que o do Samsung Galaxy Note, de 5,7 polegadas.

As boas experiências com o Android puro em aparelhos da linha Moto na Motorola e o interesse dos consumidores por phablets teriam sido os maiores catalizadores desse investimento do Google. Segundo levantamento da consultoria Strategy Analytics, o 1% que o mercado de phablet registrava em 2011 subiu para expressivos 24% nos últimos anos. E a tendência é aumentar.

"A guerra dos phablets está a todo vapor e os vendedores precisam de quaisquer vantagens possíveis que eles possam ter", afirma Neil Mawston, analista do setor móvel da Strategy Analytics. "Ter um grande telefone vai ajudar o Google".

Os phablets também seriam uma forma do Google chegar mais facilmente ao chamados "consumidores de entrada", que desejam ficar online e acessar serviços como e-mails e mensagens por meio dos phablets. Esses clientes estariam em maior concentração nos chamados países emergentes. "Muitas pessoas estão comprando seus primeiros telefones nos mercados emergentes e tendem a usá-los como computadores de bolso, ignorando os desktops e laptops", complementa Mawston.

Além disso, na Ásia, o tamanho dos telefones também está atrelado a um símbolo de status de riqueza, como é ter uma casa ou um carro grande. Um Nexus com display amplo e de alta resolução pode ajudar o Google a vencer a competição com a Apple nessa região.

Rumores indicam também que o aparelho deve ter em suas configurações um processador Qualcomm Snapdragon de 2.65 GHz e display de 1440 x 2392 pixels. O preço deve ser competitivo ao do iPhone Plus, que custa US$ 748 desbloqueado nos Estados Unidos e mais de US$ 800 na Ásia.

Fonte: http://blogs.wsj.com/digits/2014/10/09/google-hopes-whale-of-a-phone-will-make-splash-in-phablet-market/