Estes são os recursos do Apple Watch que não foram tão comentados pela Maçã

Por Redação | 11.09.2014 às 08:50
photo_camera Divulgação

Tudo bem que o iPhone 6 não trouxe as novidades que os applemaníacos estavam acostumados a receber a cada atualização do telefone da Maçã. O Apple Watch, por outro lado, acabou roubando parte do show por mostrar funcionalidades e recursos que prometem chacoalhar a rivalidade com os concorrentes.

Além do visual criado pelo consagrado designer Jony Ive, o Apple Watch tem grande parte de seu manuseio baseado na tradicional coroa, o que lembra os relógios antigos. Isso facilita a utilização, já que a área para seleção de itens ou ampliação via touchscreen é muito pequena se comparada a smartphones ou tablets.

Apple Watch

Contudo, há algumas outras vantagens do gadget que não foram exploradas a fundo durante sua apresentação. O smartwatch foi pensado para ser utilizado no pulso esquerdo, com a mentalidade de uma pessoa destra. Porém, o aparelho também vem com a possibilidade de mudança de lado, caso os usuários sejam canhotos. Basta alterar as configurações e procurar por pulseiras adequadas para isso.

Outra funcionalidade pouco comentada é o fato do Apple Watch ser resistente à água e aos efeitos de uma corrida, como suor ou maior atrito, por exemplo. Embora isso signifique que ele não pode ser submerso, ainda é uma grande vantagem pra quem pretende praticar esportes com o smartwatch.

Apple Watch

Os aplicativos, que já devem funcionar com certa independência do iPhone, ainda precisarão do telefone para serem instalados. Por enquanto não há informações precisas de como isso pode acontecer, entretanto, sabe-se que o processo para download desses softwares deve ser via iPhone mesmo.

Outra funcionalidade bastante útil, especialmente para quem costuma esquecer onde deixou o celular e coisas do tipo, é o botão para encontrar o iPhone por meio do Apple Watch. Bastará acionar a novidade para que seu telefone se manifeste e você possa encontrá-lo.

Uma mudança que poucos devem perceber numa primeira olhada, mas que deve fazer bastante diferença, é com relação a fonte utilizada pelo Apple Watch. Ao invés da Helvetica Nueve, presente no iOS8 e no OS X Yosemite, o gadget utiliza uma fonte completamente nova, desenvolvida pela empresa de Cupertino.

Como o Apple Watch poderá ser utilizado para fazer pagamentos via sistema Apple Pay, alguns usuários já vêm se perguntando sobre como será o sistema de segurança do gadget.

Apple Watch

Esse é um assunto ainda pouco explorado, até porque muito deve ser realizado a partir do feedback dos consumidores. O que a Apple já confirma é que seu relógio inteligente possui sensores que identificam quando ele é tirado do pulso, o que obriga o usuário a digitar seu código pessoal novamente ao recolocá-lo.

Como dá pra notar, o Apple Watch vem se tornando um aparelho cada vez mais interessante para o dia-a-dia, complementar ao telefone, com possibilidade até mesmo de substituir o iPhone em muitas tarefas. Porém, algumas dúvidas continuam no ar: qual é a resolução da tela Safira? A duração de sua bateria? O tamanho do armazenamento interno?

O relógio inteligente só deve ser lançado oficialmente em 2015, então, provavelmente, até lá teremos mais informações. Enquanto isso, os concorrentes correm para manter a "briga" à altura da Apple.

Fonte: http://macmagazine.com.br/2014/09/10/apple-watch-o-que-a-empresa-nao-comentou-duvidas-e-curiosidades-sobre-o-relogio-da-maca/