Conheça a história dos smartphones e tablets Samsung Galaxy, do S1 ao S4

Por Redação | 14 de Março de 2013 às 13h22

A Samsung está há muitos anos no mercado de eletrônicos, mas nos últimos tempos tem ganhado destaque com o lançamento de smartphones, phablets e tablets equipados com o sistema operacional do Google, o Android, que competem diretamente com outra gigante da tecnologia, a Apple. Relatórios recentes indicam que a empresa sul-coreana fechou o ano de 2012 com 22% de participação no mercado móvel e foi a responsável, sozinha, por 42% dos aparelhos Android vendidos no mundo. Mas, o que você conhece sobre essa trajetória de sucesso?

O sucesso da empresa no setor móvel se deve, principalmente, a sua linha Galaxy, que conta com mais de 50 modelos disponíveis no mercado - quantidade somada de smartphones, tablets e phablets. A companhia tem se preocupado com a penetração em diversos tipos de mercados, lançando aparelhos topo de linha e de baixo custo para atender a todos os tipos de demanda e público.

Quando a empresa lançou o Samsung i7500, também conhecido como Samsung Galaxy, em 2009, ela entrou efetivamente no mercado Android - o primeiro smartphone com a plataforma do Google a ser lançado foi o HTC Dream. Desde então, a empresa tem conquistado bons índices no mercado móvel e se prepara para lançar a nova versão do seu smartphone topo de linha, o Galaxy S4, nesta quinta-feira (14) em Nova York, Estados Unidos.

Série Galaxy S

Com sua entrada no mercado de aparelhos móveis, a empresa tem se preocupado em distinguir seus aparelhos da linha Galaxy com outras letras, como é o caso da série S. O primeiro Samsung Galaxy S foi lançado em meados de 2010, tendo vendido mais de 24 milhões de unidades ao redor do mundo, segundo informações do Digital Trends. O aparelho marcou uma nova geração de smartphones e se mostrou um concorrente de peso ao iPhone, da Apple. O aparelho foi lançado nas principais operadoras de telefonia móvel dos Estados Unidos e para cada empresa, a Samsung criou uma diferenciação para o seu smartphone.

2011 foi marcado pelo lançamento praticamente mensal de um novo smartphone na linha Galaxy (Ace, Fit, Gio, Mini), mas o grande destaque da empresa foi a chegada do Galaxy S II ao mercado, atingindo mais de 120 países e confirmando o favoritismo da Samsung no ecossistema Android.

Com processador dual-core de 1,2GHz, 1GB de memória RAM, display touchscreen de 4,3 polegadas e câmera traseira de 8 megapixels, o Galaxy S II foi considerado por muitos como o melhor smartphone Android disponível no mercado, e a empresa já vendeu 40 milhões de unidades do S II ao redor do mundo com variantes do aparelho ainda sendo lançadas.

História smartphones Samsung

Entre o lançamento do Galaxy S II e do Galaxy S III, a empresa distribuiu no mercado uma série de aparelhos Android para todos os bolsos, incluindo modelos como o Galaxy R, W, Y, Xcover, Stratosphere e Galaxy Nexus. O ano de 2012, que marca o lançamento do S III, também viu a chegada de outros modelos da empresa sul-coreana como o Ace Plus, Beam e Pocket.

O Galaxy S III foi lançado pela empresa em maio de 2012 e apresentou ao mercado um verdadeiro smartphone Android topo de linha com processador quad-core de 1,4GHz, 1GB ou 2GB de memória RAM, display touchscreen AMOLED de 4,8 polegadas e câmera traseira de 8 megapixels. O aparelho vendeu mais de 40 milhões de unidades ao redor do mundo desde o seu lançamento, que chegou a 145 países.

Parceria com o Google

A primeira parceria de co-desenvolvimento entre Google e Samsung foi marcada pelo lançamento do Android Nexus S em 2010, que foi o primeiro smartphone a ter suporte para a tecnologia NFC (Near Field Communication). A parceria deu tão certo que as duas empresas lançaram logo em seguida o Galaxy Nexus, com display de alta definição e a versão 4.0 do Android, também conhecida como Ice Cream Sandwich. Mas, por causa das estratégias de comercialziação pela Web do Google e da falta de estatísticas de vendas da Verizon e da Sprint, ainda é impossível precisar quantas pessoas adquiriram o aparelhos.

História smartphones Samsung

No entanto, muitas pessoas acreditam que essa possa ter sido a última parceria de desenvolvimento entre as duas companhias, principalmente, depois que o Google adquiriu a Motorola Mobility. Muitos afirmam que a gigante da Web quer concorrer diretamente contra a hegemonia no mercado Android da Samsung.

Tablets e phablets

Depois de conquistar um bom sucesso comercial com a linha de smartphones Galaxy, foi a vez da empresa investir no lançamento de tablets, com a linha Galaxy Tab, e phablets, que são híbridos de smartphones e tablets. O primeiro Galaxy Note, ou phablet da empresa, foi lançado no final de 2011 e, desde então, vendeu mais de 10 milhões de unidades, graças à combinação de recursos como display de 5,3 polegadas, caneta digital S-Pen entre outros.

O seu sucessor, o Galaxy Note 2, foi lançado em setembro do ano passado e ganhou novos recursos como display de 5,5 polegadas em alta definição, processador quad-core de 1,6GHz, 2GB de memória RAM e capacidade de armazenamento de até 128GB, com o auxílio de um cartão microSD. Rumores indicam que a empresa estaria planejando o lançamento do Galaxy Note 3 ainda este ano.

Entre os tablets, a Samsung lançou recentemente o seu melhor e mais completo modelo, o Galaxy Note 10.1. O aparelho combina os recursos da caneta S-Pen com a alta resolução da sua tela e muitos outros aplicativos exclusivos, e a empresa também lançou versões menores como é o caso do Galaxy Note 8.0, apresentado na MWC 2013.

Mais um capítulo de sucesso?

Hoje (14), o mundo e os amantes da tecnologia aguardam ansiosos para o lançamento de uma nova geração de aparelhos Android da Samsung. A companhia irá apresentar o Galaxy S4 e rumores indicam que o dispositivo será equipado com display touchscreen Super AMOLED de 4,99 polegadas, processador Exynos 5 de oito núcleos, 2GB de memória RAM, câmera traseira de 13 megapixels, dianteira de 2 megapixels, e rodará a penúltima versão da plataforma do Google, o Android 4.2 Jelly Bean.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.