Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Raio parece atingir topo de vulcão em erupção na Guatemala; veja

Por| Editado por Luciana Zaramela | 14 de Maio de 2024 às 09h59

Link copiado!

Marc Szeglat/Unsplash
Marc Szeglat/Unsplash

Direto da Guatemala, o vídeo da erupção do Vulcão de Fogo está viralizando nas redes sociais, após ter intrigado os observadores locais e, agora, os internautas. Enquanto a lava é expelida, uma tempestade de raios parece atingir o cume do vulcão, o que gera imagens impressionantes. Entretanto, um olhar mais atento revela que os raios são "gerados" pelo próprio vulcão, conhecidos como relâmpagos vulcânicos. 

Acompanhada de raios e relâmpagos, a erupção do vulcão que viralizou ocorreu na região de Antígua, na Guatemala, no último mês. No X (antigo Twitter), o vídeo impressionante e relativamente assustador já tem mais de 168 mil curtidas.

Com 3,7 mil metros de altura, o Vulcão de Fogo é um dos mais ativos nas Américas. As erupções são bastante regulares, mas raramente causam estragos e destruição nos arredores. Inclusive, neste caso mais recente, o maior impacto foi o visual.

Continua após a publicidade

Vulcão na Guatemala causa tempestade de raios

Basicamente, os relâmpagos vulcânicos são desencadeados pela própria erupção, sem necessariamente precisar existir uma tempestade externa. Isso porque as colisões de partículas das cinzas vulcânicas conseguem gerar eletricidade “sozinhas”.

"Relâmpagos vulcânicos são aqueles que ocorrem durante as erupções vulcânicas”, é o que afirma o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em artigo. “Ocorrem no violento fluxo de cinzas que sai da cratera”, acrescenta.

Continua após a publicidade

“Há correntes ascendentes e descendentes dentro da nuvem de cinzas responsáveis pelo movimento entre as partículas pequenas e grandes, as quais por atrito se tornam carregadas. Eletrificação por atrito também ocorre durante a ejeção em alta velocidade das cinzas da cratera”, pontua. No final, isso gera o espetáculo visual observado durante a erupção do vulcão na Guatemala.

Vulcões e relâmpagos vulcânicos

Este caso da Guatemala não é o primeiro em que uma erupção vulcânica é associada com uma tempestade de raios. Em 2022, a erupção do vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha’apai, no sul do Oceano Pacífico, provocou a maior tempestade de raios conhecida, segundo estudo publicado na revista Geophysical Research Letters. Mais de 200 mil raios foram liberados na pluma vulcânica.

Continua após a publicidade

Na Guatemala, a erupção do Monte Acatenango (ou Vulcão Acatenango), no ano passado, também provocou a formação de relâmpagos. Há inúmeros registros do fenômeno nas redes:

Fonte: Com informações: Inpe