Gates, Zuckerberg e outros bilionários se unem para investir em energia limpa

Por Redação | 30 de Novembro de 2015 às 10h13
photo_camera Divulgação

Um número considerável de executivos e personalidades conhecidas no mundo da tecnologia estão se unindo para investir em ferramentas focadas na produção de energia limpa. Este é o objetivo da Breakthrough Energy Coalition, uma iniciativa anunciada no último domingo (29) por Bill Gates e Mark Zuckerberg pouco antes do início da 21ª Conferência do Clima da ONU, a COP21, em Paris, na França, que acontece nesta semana.

O projeto visa trabalhar com países dispostos a desenvolver soluções de energia sem carbono, investindo em oportunidades em diversos setores, como geração e armazenamento de eletricidade, transportes, agricultura e indústria. De acordo com o site oficial do projeto, a coligação também tem a missão de cobrir lacunas de financiamento do governo, que mesmo injetando dinheiro não consegue bancar o financiamento de pesquisas envolvendo energia sustentável.

Ainda segundo a página da iniciativa, os projetos mais inovadores serão veiculados a grandes investidores interessados em ideias de longo prazo que impulsionem novas abordagens para o fornecimento de energia limpa e redução da emissão de gases poluentes. "Esses investidores certamente serão motivados pela possibilidade de conseguir grandes retornos a longo prazo, mas também pelo estado crítico em conseguirmos uma transição de energia. O sucesso [desses conceitos] vai permitir a prova econômica necessária para um mercado baseado na energia limpa de que o nosso planeta tanto precisa", diz.

Além de Gates, apoiam a iniciativa executivos como Marc Benioff, CEO da Salesforce; Jeff Bezos, CEO da Amazon; Richard Branson, fundador do Virgin Group; e Jack Ma, presidente do Alibaba.

Mark Zuckerberg destacou em sua página no Facebook que ele e sua esposa, Priscilla Chan, acreditam que a construção de um futuro positivo para a próxima geração também envolve projetos a longo prazo que muitas vezes não são financiados pelo governo. "Resolver o problema da energia limpa é uma parte essencial da construção de um mundo melhor. Não seremos capazes de fazer progressos significativos em outros desafios - como educação ou conectar o mundo - sem uma energia segura e um clima estável", declarou. "Contudo, o progresso rumo a um sistema energético sustentável é muito lento e o atual sistema não incentiva a inovação para chegarmos lá mais rapidamente".

O Breakthrough Energy Coalition deve ser detalhado durante a CPO21, onde Gates e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, devem anunciar outra iniciativa focada na sustentabilidade. Batizada de Mission Innovation, a campanha vai trabalhar com os governos para dobrar os investimentos públicos em pesquisa de energia ao longo dos próximos cinco anos. Dezenove países - incluindo o Brasil - já aderiram ao projeto e prometeram aumentar seus gastos em estudos e desenvolvimento de energia limpa para US$ 20 bilhões até 2020.

Fontes: Breakthrough Energy Coalition, Mark Zuckerberg (Facebook), TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.