Floresta Amazônica pode se tornar uma savana em apenas 5 anos, dizem cientistas

Floresta Amazônica pode se tornar uma savana em apenas 5 anos, dizem cientistas

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 10 de Dezembro de 2021 às 17h50
twenty20photos/Envato

A Floresta Amazônica — a maior floresta tropical do mundo — pode se tornar uma savana em apenas cinco anos, se atingir o chamado ponto de inflexão, a partir de onde não há mais retorno. É o que alertam pesquisadores do Painel Científico da Amazônia (SPA), publicado no mês passado, levantando que a região em questão está à beira de um colapso.

Segundo Luciana Gatti, pesquisadora sênior de mudanças climáticas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) do Brasil, a região da Amazônia pode estar a apenas cinco anos de um desastre ambiental completo. “Estamos em uma emergência, precisamos agir agora”, ressaltou Gatti.

O desmatamento na Amazônia neste ano apresentou um aumento de 22% em relação ao ano passado (Imagem: Reprodução/Divulgação/Marizilda Cruppe/Amazon Watch/Amazônia Real)

O relatório do SPA contou com a participação de 200 especialistas em clima para avaliar como o aquecimento global e o intenso desmatamento estão afetando a Floresta Amazônica. Eles destacaram que, além das temperaturas mais altas, a principal causa é o intenso desmatamento crescente na região.

Pesquisadores apontam que entre 20 a 25% de desmatamento da floresta já seria o suficiente para ultrapassar o ponto de inflexão — quando nada mais poderá ser feito para reverter essa situação.

Processo de savanização da região amazônica

A savanização é uma transformação de vegetação natural, como a floresta tropical, em um território cuja paisagem torna-se parecida com uma savana seca e árida — como o Cerrado e as savanas africanas.

O número de queimadas associadas ao desmatamento também não para de crescer (Imagem: Reprodução/Vinícius Mendonça/IBAMA)

A pesquisadora Mercedes Bustamente, da Universidade de Brasília e também envolvida no SPA, disse haver uma janela estreita para mudar este curso — mas a ação deve ser exponencial. É um grande desafio, uma vez que cinco anos é um espaço curto de tempo.

Isto significa que apenas um plano intenso de combate ao desmatamento — que não para de crescer — da Amazônia, aliado à proteção e à restauração do bioma, poderiam evitar o processo de savanização.

Fonte: New ScientistFuturism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.