SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Argolândia: encontrado continente perdido há 155 milhões de anos

Por| Editado por Luciana Zaramela | 09 de Novembro de 2023 às 14h56

Link copiado!

Joan Blaeu/Biblioteca Nacional de España/Domínio Público
Joan Blaeu/Biblioteca Nacional de España/Domínio Público

Geólogos da Universidade de Utrecht, na Holanda, podem ter descoberto um dos mistérios mais antigos da história do planeta: onde foi parar o continente conhecido como Argolândia, com 5.000 quilômetros, que simplesmente desapareceu há cerca de 150 milhões de anos. A hipótese é que essa massa de terra tenha se fragmentado em partes muito menores e que, agora, esteja escondida sob partes da Indonésia e de Mianmar (antiga Birmânia), na Ásia.

O interessante é que a Argolândia não é o único continente a ter desaparecido ao longo da história do planeta, mas o seu paradeiro era um dos únicos que permanecia desconhecido. Por exemplo, o continente Grande Adria foi, majoritariamente, empurrado para o manto da terra. Já a Zelândia se encontra quase toda submersa no leste da Austrália.

“Se algum continente pudesse mergulhar no manto e desaparecer completamente, sem deixar vestígios geológicos na superfície da Terra, então não teríamos muita ideia de como a Terra foi no passado geológico, explica o pesquisador Douwe van Hinsbergen, um dos autores do estudo, publicado na revista científica Gondwana Research.

Continua após a publicidade

Mudanças na posição dos continentes

Para lembrar, é importante mencionar que, um dia, o planeta era ocupado por uma gigantesca ilha conhecida como Pangeia. Só que esse bloco único começou a se fragmentar em peças menores, como a Laurásia e a Gondwana.

Há cerca de 155 milhões de anos, a Argolândia — que já tinha iniciado o processo de divisão em ilhas menores há aproximadamente 215 milhões de anos, esse arquipélago foi apelidado de "Argopélago" — foi se afastando do local em que hoje é conhecido como a parte oeste da Austrália. Esse movimento formou um "vazio" nas profundezas do oceano, que recebe o nome de Planície Abissal de Argo — daí o nome Argolândia.

Continua após a publicidade

As últimas evidências conhecidas indicavam que essa massa continental se moveu para o noroeste, mas os vestígios “sumiam” perto do Sudeste Asiático, onde estão os países Indonésia e Mianmar.

A descoberta da Argolândia

A partir disso, surgiu a hipótese da fragmentação do continente. Afinal, seria impossível supor que ele pudesse ter simplesmente desaparecido. “Caso contrário, enfrentaríamos um grande problema científico”, brinca Hinsbergen.

Na saga dos fragmentos da Argolândia, os geólogos realizaram uma grande busca ao longo de 7 anos e descobriram que inúmeras partes do continente estão escondidas sob a selva naqueles dois países asiáticos, o que dificultou a solução do mistério até hoje. Com o movimento dos continentes, no futuro, esses fragmentos ainda podem ir para outros locais.

Continua após a publicidade

A seguir, assista uma simulação que mostra como a Argolândia, marcada pela cor verde, se movimentou nos últimos milhões de anos pelo planeta:

Fonte: Gondwana Research e Universidade de Utrecht