TikTok é proibido na Índia por conteúdo impróprio para crianças

Por Rafael Arbulu | 18 de Abril de 2019 às 15h21
Reprodução / TechCruch

Um dos aplicativos que mais cresceram nos últimos dois anos, o TikTok (antigo “Musica.ly”) foi banido da Índia, após decisão judicial que rogou à Apple e Google — respectivamente, donas da iTunes Store e Play Store — que barrassem o download do aplicativo em suas lojas dentro do país.

Com uma base de mais de 500 milhões de usuários, o app chinês TikTok é uma rede social para compartilhamento de vídeos, que dispõe de filtros e recursos de dublagem e vem angariando enorme sucesso global. Entretanto, o governo indiano argumentou que o app pode expor crianças a conteúdo impróprio, movendo ação que culminou em sua proibição por todo o território.

Governo indiano pediu judicialmente pela probição de novos downloads do app TikTok: decisão foi acatada por Apple e Google

A decisão não traz impacto em quem já tem o app instalado em seus dispositivos, porém pode impedir a tendência de crescimento da chinesa Bytedance, dona do aplicativo. Nem a Google, nem a Apple teceram quaisquer comentários sobre a decisão, da qual a Bytedance já anunciou que irá recorrer.

"Nós temos fé no sistema judicial indiano e estamos otimistas quanto ao resultado que seria bem recebido para os mais de 120 milhões de usuários ativos mensais na Índia”, disse a empresa, em um comunicado emitido para o CNN Business.

O TikTok é a vítima mais recente do escrutínio governamental chinês, que já levantou suspeitas de desinformação e direcionou acusações ao Facebook, WhatsApp e Twitter no passado. No país, cerca de 500 milhões de pessoas se conectam à rede mundial de computadores e, consequentemente, baixam aplicativos dos marketplaces digitais disponíveis. A Índia é um dos mercados mais ativos para produtoras de aplicações.

Fonte: CNN Business

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.