Google vai tentar recorrer do pagamento de multa de mais de R$ 19 bi da UE

Por Wagner Wakka | 09 de Outubro de 2018 às 21h30
Google
Tudo sobre

Google

Em julho deste ano, a Alphabet, empresa detentora da Google, foi condenada a pagar um multa recorde equivalente a mais de R$ 19 bilhões. A novela ganhou um novo episódio nesta terça-feira (9) quando a empresa tentou recorrer à decisão da União Europeia. Ela havia sido autuada por infringir as regras antitruste da região por já oferecer o Android como sistema operacional com seus apps nativos instalados.

A informação é da agência Reuters, que alegou ter recebido um e-mail da Google confirmando que a empresa tentaria recorrer da decisão. A gigante alega, sob a voz do CEO Sundar Pichai, que o Android, na verdade, deu mais opções aos consumidores ao oferecer uma loja acessível de aplicativos.

A multa totaliza 4,34 bilhões de euros e é referente a abusos desde 2011, segundo a União Europeia. A Google recorreu só agora, pois está vencendo o prazo para que ela suspenda seus contratos com fabricantes. Ela tinha 90 dias para isso desde o início do processo em julho. Logo, outubro é o limite.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Caso ela não desfaça os contratos, deve receber uma multa de 5% do valor diários médios que arrecada em todo mundo, Ou seja, um novo rombo. As autoridades da União Europeia também acusam a Google de pagar fabricantes para pré-instalar o mecanismo de busca da Google como padrão e, assim, evitar que outros sejam usados.

Atualmente, o Android está presente em 80% dos smartphones do mundo.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.