Durante audiência no Congresso dos EUA, Amazon é comparada com drogas

Por Stephanie Kohn | 29 de Julho de 2020 às 21h34
Divulgação
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

Nesta quarta-feira (29), durante audiência no Subcomitê do Poder Judiciário do Senado dos EUA em Política Antitruste, Política de Concorrência e Direitos do Consumidor (House Judiciary Antitrust Subcommittee), Jeff Bezos, CEO da Amazon, passou por momentos de tensão.

Representantes democratas do comitê,que está investigando as quatro principais empresas de tecnologia do mundo - Google, Apple, Amazon e Facebook -, forçaram o executivo a ouvir histórias de pequenos comerciantes que foram "esmagados" pela dominância da Amazon.

David Cicilline, um dos membros do comitê, recontou a jornada de um vendedor que ia muito bem na plataforma de Bezos até que a Amazon resolveu vender uma cópia de seu produto por um preço menor. A história em questão, segundo o democrata, é comum entre os comerciantes, que alegam que a Amazon é "grande demais para ser ignorada" e até os concorrentes precisam operar dentro do seu ecossistema.

"Nós chamamos a Amazon de heroína", disse Cicilline ao citar um dos vendedores entrevistados. Isso porque a varejista atua como uma droga que, no início é muito boa, mas depois gera uma dependência horrível.

Outro momento de bastante inquietação foi a apresentação de um vídeo que mostrava um vendedor de livros que alegou ter sido retirado da Amazon sem qualquer explicação e que suplicou por ajuda. Lucy McBath, outro membro do comitê, pediu explicações ao CEO: "Sr. Bezos, vou finalizar minha parte dando ao livreiro a oportunidade de finalmente ser ouvido por você", disse.

O fundador da Amazon, por sua vez, foi firme ao dizer que histórias isoladas não representam a imagem completa do relacionamento da companhia com os demais varejistas. "Eu não aceito a premissa do seu comentário. Não é assim que operamos nossos negócios", falou.

O depoimento chamou atenção mais pelo CEO do que pelo teor da conversa. Bezos, diferente de seus colegas que também participaram da audiência, como Mark Zuckerberg, por exemplo, nunca tinha enfrentado o Congresso antes.

Vale mencionar que, enquanto Bezos estava na audiência, as ações da Amazon subiam mais de 1% e fecharam o dia na Nasdaq em US$ 3.033,53.

Fonte: FastCompany

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.