Siga o @canaltech no instagram

Apple vai tentar reverter ban de iPhones na China com atualização de software

Por Rafael Arbulu | 14 de Dezembro de 2018 às 14h06
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Seria a luz no fim do túnel para a Apple? A empresa californiana disse ter encontrado a solução para o conflito de patentes entre ela e a Qualcomm, que efetivamente baniu os iPhones do varejo chinês após decisão judicial. Segundo declaração dada à agência de notícias Reuters, a Apple planeja lançar, na próxima semana, uma atualização de software que vai solucionar a questão “da pequena funcionalidade das duas patentes mencionadas no caso”.

Se a Justiça chinesa concordar, isso significa que as ações de venda no varejo chinês seguirão inalteradas para os modelos iPhone 6s, iPhone 6S Plus, iPhone 7, iPhone 7 Plus, iPhone 8, iPhone 8 Plus, e iPhone X.

O iPhone X, da Apple, é um dos smartphones da empresa banidos na China em decorrência de ação judicial movida pela Qualcomm: a Apple diz ter encontrado uma solução para devolver este e outros modelos ao varejo chinês

A novidade não foi bem recebida pela Qualcomm, porém. Segundo o advogado da empresa, Don Rosenberg, “a Apple continua a ignorar e violar as ordens da corte de Fuzhou. Ela é legalmente obrigada a imediatamente cessar as vendas, ofertas de vendas e importação dos dispositivos identificados na sentença e provar obediência À decisão da corte”.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O banimento foi resultado de uma ação movida contra a Apple pela Qualcomm, onde a “Maçã de Cupertino” é acusada de violar duas patentes da fabricante de processadores para smartphones. Especialistas jurídicos dizem que o banimento levaria tempo para tomar efeito completo, porém.

A luta judicial na China é apenas um dos inúmeros capítulos das empresas no âmbito global. A Qualcomm já tentou banir as vendas de iPhones nos Estados Unidos, acusou a Apple de roubar seu código-fonte e compartilhá-lo com a concorrente Intel, além de entrar com uma nova ação ontem, também na China, para paralisar as vendas dos novos modelos do smartphone da fabricante, iPhone XR, iPhone XS e iPhone XS Max.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.