Após banimento, ZTE anuncia o encerramento de suas atividades nos Estados Unidos

Por Eduardo Hayashi | 09 de Maio de 2018 às 15h00
Tudo sobre

ZTE

Por meio de um comunicado oficial, a ZTE, fabricante chinesa de aparelhos móveis e outros dispositivos eletrônicos, informou nesta quarta-feira (9) o encerramento de suas atividades nos Estados Unidos.

A informação vem semanas após o governo americano determinar diversas probições comerciais à ZTE, impedindo a aquisição de softwares e hardwares produzidos nos EUA. Com isso, boa parte dos conteúdos em inglês do site oficial da fabricante foram removidos, incluindo a loja online.

A briga judicial começou quando a ZTE foi acusada pelo Departamento de Comércio dos EUA de estar fornecendo produtos e serviços para o Irã e para a Coreia do Norte de forma ilegal, atividade irregular que resultou em um acordo que exigia a retenção de bônus e a emissão de cartas de advertência aos envolvidos, bem como o pagamento de uma multa de US$ 1,2 bilhão e a demissão de quatro funcionários seniores.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Por entender que tais exigências não foram devidamente cumpridas pela empresa chinesa, as autoridades dos EUA determinaram que a proibição de exportação por parte da ZTE será válida até março de 2025.

Apesar de sua atual saída do mercado americano, a ZTE reiteirou que ainda possui caixa para cumprir com suas obrigações comerciais, e que ainda mantém diálogo com o governo dos EUA para tentar alterar ou reverter a ordem de banimento.

Fonte: TechRadarZTE

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.