Cartão de crédito da Apple terá versão compartilhada para gastos em família

Cartão de crédito da Apple terá versão compartilhada para gastos em família

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 20 de Abril de 2021 às 16h55
Divulgação/Apple

A Apple anunciou nesta terça-feira (20) o Apple Card Family, um cartão de crédito para as pessoas compartilharem seus gastos, rastrearem compras e acumularem crédito com seus familiares. Para usar o serviço, será necessário rodar a versão mais recente do iOS 14.5.

Disponível nos Estados Unidos a partir de maio, a novidade permitirá que duas pessoas sejam coproprietárias e responsáveis pelo cartão, com possibilidade de unificar suas linha de crédito. A ideia é que os valores sejam somados e ofereçam aos donos um saldo maior para efetuar compras.

Apple Card mostrará gasto de todos em uma só fatura (Imagem: Divulgação/Apple)

O Apple Card Family também permite aos pais compartilharem um cartão com seus filhos, desde que maiores de 13 anos de idade. É possível estabelecer limites de gastos e controlar em quais tipos de estabelecimentos eles poderão usar o crédito, como uma forma de ensinar bons hábitos financeiros e evitar surpresas na hora de pagar.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Será possível adicionar até cinco pessoas à sua conta do Apple Card, todos convidados por um dos proprietários. Todos os gastos serão reunidos em uma só fatura e poderão ser monitorados por meio de um aplicativo para iPhone.

“Projetamos a família de cartões Apple porque vimos uma oportunidade de reinventar como cônjuges, parceiros e as pessoas em quem você mais confia compartilham cartões de crédito e constroem crédito juntos”, disse Jennifer Bailey, vice-presidente da Apple Pay.

Cartão da Apple

O Apple Card é o primeiro cartão de crédito desenvolvido para o iPhone e terá como foco ajudar as pessoas a ter uma vida financeira mais saudável. Ele será integrado ao aplicativo Apple Wallet e contará com todos os benefícios da carteira digital, como pagamento por aproximação e uso para compra de apps ou serviços.

(Imagem: Divulgação/Apple)

O cartão não terá número, código de segurança CVV, data de validade ou assinatura física. A companhia reforça que isto fará dele o meio de pagamento mais seguro do que qualquer outro cartão de crédito físico. Isso sem contar o lindo design feito de titânio, em vez do tradicional plástico. A empresa também garantiu ter investido muitos recursos na construção de um sistema seguro e que preserve a privacidade do usuário.

A Goldman Sachs, uma das maiores instituições financeiras do fundo, será o banco emissor do Apple Card. Segundo a Maçã, o processo de inscrição será bastante simples e não terá nenhum tipo de cobrança de taxas. O cartão contará ainda com um sistema de cashback, chamado de Daily Cash, que retornará entre 2% e 3% do valor de cada compra para o usuário.

Ainda não há previsão de quando o Apple Card chegará ao Brasil. O Canaltech entrou em contato com a assessoria da empresa no país, mas ainda não obteve resposta.

Fonte: Apple

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.