Marni Walden é a executiva por trás da compra do Yahoo pela Verizon

Por Redação | 26 de Julho de 2016 às 08h23
photo_camera CRAIG LASSIG/AP IMAGES

Uma das mais cotadas para assumir o controle da Verizon quando o CEO Lowell McAdam sair de cena, Marni Walden é a executiva por trás da compra bilionária do Yahoo pela companhia de telecom. Apesar de seu nome ainda não ser tão conhecido no mercado, certamente começará a aparecer com mais destaque daqui para frente.

Há dois anos, o CEO da companhia desafiou a executiva de 49 anos de idade a construir três negócios que gerassem US$ 5 bilhões de receita anual cada. “Fiquei intimidada”, disse Walden sobre o pedido de McAdam. “Como você configura várias empresas que têm o potencial para gerar fluxos de receita de bilhões de dólares para a Verizon?”, indagou a executiva que tem duas décadas de vivência no setor das telecomunicações. Na época em que recebeu esse desafio peso pesado, Walden era COO da subdivisão de wireless da Verizon e, desde então, foi promovida para inspecionar o departamento de estratégias, novos negócios e inovação, tendo acabado por se tornar uma das cinco executivas mais bem pagas da companhia.

Agora, com a aquisição de US$ 4,8 bilhões do Yahoo, Walden está perto de cumprir o esperado por McAdam, já que anteriormente arquitetou a compra da AOL (que tem uma receita anual de aproximadamente US$ 2,7 bilhões). Tim Armstrong, presidente executivo da AOL, submete-se a Walden e monitorará a integração do Yahoo com a Verizon no que diz respeito ao controle de seus mais de 8.800 funcionários.

Marni Walden também é responsável por outros negócios na companhia de telecom. Um deles é a operação da Verizon com a Internet das Coisas (IoT), que envolve conectar objetos do mundo real com a internet. O outro negócio envolve conectar carros à conexão wireless da operadora. E Walden, sendo responsável pela entrada da Verizon nesse novo mercado, ganhará bastante destaque no futuro próximo. Somente nos três primeiros meses de 2016, a operadora norte-americana já gerou mais de US$ 195 milhões em rendimentos com seus negócios de IoT - e essa tecnologia ainda tem muito o que crescer.

Lowell McAdam, o atual CEO da companhia, tem 62 anos de idade e vem executando essa função desde 2011. Além de Walden, outro nome que já foi cogitado para ocupar a cadeira de chefe comandante da Verizon é John Stratton, que atualmente chefia as unidades de wireless da companhia.

Fonte: Wall Street Journal

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.