Formato de vídeos da série 'React' será licenciado

Por Redação | 01 de Fevereiro de 2016 às 12h46
photo_camera Divulgação

Os produtores responsáveis pelo famoso canal de "React" do YouTube, que traz vídeos mostrando a reação das pessoas em diversas situações, anunciaram que o formato agora será licenciado. Isso significa que qualquer pessoa interessada em criar seus próprios vídeos de reações poderá fazê-lo, desde que divida parte das receitas obtidas com a Fine Brothers Entertainment.

O assunto está gerando muita polêmica entre os YouTubers e fãs, que acreditam que a novidade não passa de uma tática descarada para ganhar dinheiro. Isso porque o formato dos vídeos é considerado genérico demais para exigir qualquer tipo de licenciamento. Alguns também alegam que vídeos de reacts já existiam bem antes de os irmãos Benny e Rafi Fine começarem a fazer suas próprias versões.

O anúncio da iniciativa chamada React World foi realizado por meio de um vídeo postado no canal da Fine Brothers Entertainment, onde os irmãos produtores explicaram que a ideia funciona de forma semelhante a alguns programas de TV, como o The Voice, por exemplo, que possui versões licenciadas do programa original em diversos países. "Este não é apenas um grande passo para a nossa empresa, mas para toda a indústria de mídia global", disseram os irmãos Fine no vídeo.

A reação aos esforços de licenciamento do formato de vídeo foi rápida e implacável, mas não no bom sentido. O vídeo com o anúncio já ultrapassou a marca de 2 milhões de visualizações, 251.604 dislikes perante 38.082 likes. Os números mostram como a notícia foi mal recebida.

Há algum tempo, a Fine Bros está tentando registrar a marca "React" e outros títulos de suas séries de vídeo para o YouTube. No entanto, isso não significa que eles vão dominar e registrar o gênero inteiro. Em um segundo vídeo, a dupla tenta desfazer o que chamam de "falha na comunicação", dizendo que foram mal interpretados e que sua ideia é "simplesmente fornecer recursos e ferramentas para quem quiser criar conteúdo", oferecendo assim suporte direto da equipe da Fine Bros. Eles também destacam que o licenciamento se dá para quem quiser reproduzir exatamente todo o formato do vídeo, e não apenas usar a ideia de filmar a reação das pessoas.

Com informações do The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.