Armazenamento ilimitado do Google Fotos chega ao fim; e agora?

Armazenamento ilimitado do Google Fotos chega ao fim; e agora?

Por Douglas Ciriaco | 28 de Maio de 2021 às 16h45
Alveni Lisboa/Canaltech

Anunciado em novembro do ano passado, o fim do armazenamento ilimitado do Google Fotos passa a valer em 1º de junho de 2021. O serviço foi lançado em 2015 e neste período se tornou uma das principais opções quando se fala em galerias de foto, não somente no Android, mas também no iOS.

Com o fim do armazenamento ilimitado, o Fotos agora passa a comer o espaço compartilhado entre todos os serviços de uma mesma conta Google — Gmail e Drive também entram na partilha. Até agora, apenas imagens com mais de 16 megapixels tomavam dados dos 15 GB oferecidos gratuitamente pela empresa de Mountain View, o que deixa de valer a partir de junho. Ou seja, agora, toda e qualquer foto guardada em sua conta vai se somar a e-mails e arquivos também armazenados em seu perfil.

Talvez você se pergunte o que fazer, como tudo vai funcionar e quais possíveis alternativas estão à disposição. Pensando nisso, o Canaltech preparou este texto com dicas e explicações para todos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O que consome espaço da conta Google?

Absolutamente tudo. Não importa mais o tamanho nem a qualidade do arquivo: toda foto e todo vídeo que você fizer upload consumirá espaço dos 15 GB oferecidos gratuitamente. Quando anunciou a alteração, o Google disse acreditar que 80% de sua base de usuários levaria três anos para ocupar esse espaço (o cálculo leva em conta o ritmo de consumo de espaço, digamos assim, dos utilizadores do serviço de armazenamento), ou seja, se a conta estiver mesmo precisa, levará algum tempo até você precisar se preocupar com isso ­— e a empresa até oferece um resumo do espaço ocupado em sua conta.

Vale lembrar que arquivos de até 16 megapixels guardadas em sua conta antes de 1º de junho não consumirão espaço disponível no seu disco virtual, mas apenas aqueles enviados para lá depois disso é que consumirão megabytes de sua franquia.

Google oferece apenas 15 GB de espaço gratuito (Imagem: Reprodução/Google)

E se eu ocupar os 15 GB?

Atualmente, a única alternativa gratuita para não ocupar os 15 GB é ter o hábito de limpar a biblioteca regularmente e se desfazer de conteúdos desnecessários, como prints ou fotos repetidas — e o Canaltech já ensinou como apagar fotos duplicadas no celular usando um app dedicado.

Retomando a explicação: quem ocupar os 15 GB não conseguirá mais guardar qualquer arquivo no Fotos ou no Drive, e também pode ter problemas para receber e-mails em sua conta do Gmail. Aí, a única alternativa é optar por um dos planos pagos do Google. Atualmente, a empresa oferece as seguintes opções:

  • 100 GB: R$ 6,99/mês ou R$ 69,99/ano;
  • 200 GB: R$ 9,99/mês ou R$ 99,99/ano;
  • 2 TB: R$ 34,99/mês ou R$ 349,99/ano;
  • 10 TB: R$ 349,99/mês;
  • 20 TB: R$ 699,99/mês;
  • 30 TB: R$ 1.049,99/mês.

Se precisar, vá até a página oficial do Google One para comprar mais espaço.

Novas ferramentas a caminho

No momento em que este texto é publicado, o Google começa a disponibilizar novas ferramentas de otimização e gerenciamento de espaço para facilitar a sua vida nesse processo. Vai ficar mais fácil apagar fotos borradas e capturas de tela, por exemplo, algo que deve ser muito eficaz para não deixar arquivos inúteis obrigarem você a pagar para ter um disco virtual maior.

Alternativas ao Google Fotos

Se você ficou triste com a mudança e busca uma alternativa ao Google Fotos, o Canaltech também pode ajudar. Quem usa o iOS tem como opção mais óbvia o iCloud, mas não só isso: OneDrive, Dropbox e Amazon Photos, por exemplo, também são opções bastante qualificadas (e com versões para Android, o que é ainda melhor). Aqui está uma lista com seis serviços alternativos ao Google Fotos.

Você vai seguir com suas fotos no Google Fotos? Pensa em assinar um dos planos do Google One para ampliar o espaço disponível? O que pensa das mudanças implementadas pelo Google? Deixe a sua opinião.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.