Elon Musk acredita que a inteligência artificial é um risco à existência humana

Por Redação | 28 de Outubro de 2014 às 15h40

Durante um simpósio no MIT, Elon Musk, CEO da Tesla Motors, disse estar preocupado com as possíveis consequências que a inteligência artificial poderia causar na humanidade. Em uma entrevista de cerca de 1 hora de duração, Musk disse que a inteligência presente em mecanismos e softwares são nossa "maior ameaça existencial".

Recentemente, a Tesla Motors anunciou um modelo de carro autônomo, o Model S, no qual o sistema Autopilot é capaz de guiar o veículo de maneira precisa sem interferência humana. A inteligência artificial utilizada para tal sistema é consideravelmente complexa.

Durante a entrevista no MIT, o CEO foi questionado sobre seus pensamentos em relação à inteligência artificial presente em diversos ramos da tecnologia moderna. De acordo com Musk, devemos "ter muito cuidado" com ela. O executivo ainda foi mais enfático quando afirmou que a inteligência artificial é algo equivalente à "invocação do demônio".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Não é a primeira vez que Elon Musk expressa seus temores sobre esse tipo de inteligência. Em agosto deste ano, ele também disse que os robôs super-inteligentes eram "potencialmente mais perigosos do que armas nucleares". "Espero que não sejamos apenas os inicializadores biológicos da superinteligência digital. Infelizmente, isso é cada vez mais provável", revelou o executivo no Twitter.

Ainda no simpósio, o empresário afirmou que "deveria haver alguma supervisão regulatória, talvez em nível nacional ou internacional, só para ter certeza que ninguém vai fazer algo estúpido". Você pode acompanhar a entrevista completa com Elon Musk no vídeo abaixo:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.