6 comunidades do Orkut que queremos de volta

6 comunidades do Orkut que queremos de volta

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 28 de Abril de 2022 às 19h42

O anúncio da possível volta do Orkut mexeu com a internet brasileira nesta quinta-feira (28). Logo que souberam da mensagem publicada no site orkut.com, assinada pelo fundador original do site Orkut Büyükkökten, as pessoas começaram a se perguntar como tudo funcionará e se haverá o retorno das famosas comunidades.

Para quem não lembra (ou era jovem demais) daquela época, o funcionamento do Orkut era totalmente baseado nas relações entre contatos — um deixava mensagem para o outro — e nas comunidades, que eram parecidas com fóruns de discussão. Como as pessoas adoram uma zoeira, o caráter utilitário das conversas nas comunidades foi substituído por nomes criativos, fotos engraçadas e menções a gostos pessoais.

Não existiam páginas de empresas, biografia ou publicação de dados pessoais. A única forma que se tinha para "stalkear" o outro sem conversar era observar de quais comunidades a pessoa era membro.

De coisas banais e gostos peculiares, de grupos de estudo a tutoriais: era possível encontrar praticamente uma comunidade para cada coisa. Algumas comunidades se tornaram tão populares que quase todos os usuários do Orkut estavam nelas. Outras eram menos conhecidas do povão, o que não significa serem menos relevantes.

Confira uma lista com 6 comunidades do Orkut que o usuário quer de volta em 2022:

6. Abro a geladeira para pensar

Abrir a geladeira à toa é praticamente um hábito para muita gente até hoje (Imagem: Reprodução/Orkut)

Quem nunca levou uma bronca do pai por abrir a geladeira a toa, só para olhar o que tem dentro? E quando você abre a porta na intenção de pegar algo e simplesmente esquece, enquanto olha a luz acesa? Esses são sintomas clássicos dos usuários que participavam desta comunidade.

Abrir a geladeira para lembrar de outra coisa (ou sem motivo algum, como um hobbie) era uma prática super comum e provavelmente ainda ocorre até os dias atuais. Há quem defenda a criação de refrigeradores com porta de vidro, porque assim não seria necessário abrir para saber o que tem lá dentro.

Mas se isso virar realidade algum dia, o que será dos grandes pensadores da geladeira? Eles certamente devem se reunir na nova versão do Orkut de 2022.

5. Eu Odeio Acordar Cedo

Se você usou o Orkut, provavelmente participou dessa comunidade (Imagem: Reprodução/Orkut)

Essa era a maior e mais famosa comunidade do Orkut, pois traz uma verdade praticamente unânime. Quantas pessoas podem se gabar de que gostam de acordar quando o sol ainda nem raiou?

Os dorminhocos de plantão se reuniam para falar quem acordou cedo e porque precisou fazer isso naquele dia. Havia também alguns debates sobre as "pessoas estranhas" que não se importavam em começar a rotina antes do meio-dia.

Além do saudosismo, essa comunidade ainda reproduz uma situação que persiste até os dias atuais. Não adianta vir com aquela história de "o milagre da manhã" ou "trabalhe enquanto os outros dormem", porque acordar cedo é ruim demais.

4. Eu nunca terminei uma borracha

Você já conseguiu usar uma borracha até o final ou elas sempre sumiam antes disso? (Imagem: Reprodução/Orkut)

A comunidade que não tinha objetivo algum a não ser trazer uma realidade na vida de quase todas as pessoas. Alguém já conseguiu usar uma borracha até o fim? Na época da escola, o mais comum era perder o item em casa ou na classe — ou nunca vê-la novamente após emprestar para um colega.

Para não dizer que era uma perda de tempo completa, os moderadores da comunidade criavam brincadeiras para estimular a interação. Joguinhos como "beijo ou tapa na cara" e "verdade ou consequência" rolavam soltas por ali, o que ajudava a estimular a paquera entre os "internautas da década de 2000".

Na versão moderna, a comunidade ainda faria muito sentido, porque até hoje os alunos ainda perdem borrachas. Mesmo com celulares, tablets e notebooks, são os objetos usados para apagar marcações em lápis que se perdem em algum buraco negro misterioso ou iam para o "céu das borrachas".

3. Tocava a campainha e corria

A comunidade era dedicada a lembrar sobre a brincadeira que quase toda criança já fez (Imagem: Reprodução/Orkut)

Inspirada na brincadeira que toda criança fazia nos anos de 1990 e 2000, essa comunidade era voltada para quem tinha por hábito irritar um vizinho chato ou aquela sua vizinha briguenta. Todo mundo conhece alguém que já foi chamado a atenção porque estava fazendo "barulho demais" ou atrapalhando a passagem do vizinho.

Quem morava perto de escola, então, não tinha um só dia de paz. Este jornalista é um exemplo: todo dia tinha algum engraçadinho que tocava a campainha e fugia — para a raiva da família que ia até o portão para nada.

Não havia um propósito específico para as conversas e os assuntos que rolavam por lá eram bem aleatórios. Mesmo assim, fica o registro de uma das comunidades mais populares (e verdadeiras) do Orkut que certamente poderia voltar em 2022.

2. Sou legal, ñ tô te dando mole

A comunidade foi criada para que as pessoas parassem de pensar que o outro estava interessado só por ser gentil ou agradável (Imagem: Reprodução/Orkut)

Outra comunidade mega popular do Orkut e que ainda faria todo sentido nos dias atuais — bem na linha do "Não é não" atual. O foco aqui era mostrar que as pessoas podem ser simpáticas, divertidas e amigas uma das outras sem haver interesse amoroso.

Devido à cultura machista, obviamente que essa era uma comunidade integrada na maioria por mulheres cansadas de serem assediadas na web. As discussões eram bem focadas nessas questões, embora sempre houvesse uma ou outra pessoa que tentasse desvirtuar as coisas.

Passados 18 anos desde a criação do Orkut, e com uma imensa evolução da web, tudo continua da mesma forma, com nudes indesejados, assédio em mensagens diretas e outras práticas que precisam ser combatidas pelas redes sociais.

1. Anão vestido de palhaço mata 8

Essa era uma das comunidades mais divertidas do Orkut (Imagem: Reprodução/Orkut)

O nome já é engraçado por si só, mas o objetivo dessa comunidade do Orkut era simplesmente maravilhoso. O objetivo era compartilhar notícias bizarras que aconteciam no Brasil e no mundo.

Se você estivesse tendo um dia cansativo ou estivesse estressado com algo, era só entrar nessa comunidade para se deliciar com manchetes como "Búfalo mantém família refém por 8 horas", "Kiwis vândalos matam ovelha e molestam cachorro" ou "Americano é preso após se recusar a deixar a cadeia".

Dava para fazer uma comunidade só com notícias que saíram no Canaltech:

Você tem alguma outra comunidade que gostaria de ver no novo Orkut? Interaja com as redes sociais do CT e mande sua mensagem.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.