Facebook já trabalha na criação de um robô para te ajudar em casa; entenda

Facebook já trabalha na criação de um robô para te ajudar em casa; entenda

Por Felipe Ribeiro | 27 de Agosto de 2020 às 20h30
LoboStudioHamburg/Pixabay

Quem acompanha o universo da tecnologia sabe que, a cada dia que passa, os assistentes pessoais estão cada vez melhores e mais espertos. Porém, claro, tudo acaba acontecendo no ambiente virtual, por meio da voz e de softwares de inteligência artificial (IA). Agora, já imaginaram se pudéssemos ter um desses auxiliares em "carne e osso"? O Facebook, ao que tudo indica, caminha para isso.

Em postagem em seu blog oficial, a empresa anunciou que está em uma etapa bem avançada para o domínio da robótica doméstica. Esse projeto, que é comandado pela equipe de pesquisa em IA, está construindo um robô que poderá executar diversas tarefas em sua casa, mas sem que isso se torne uma experiência perigosa.

Para isso, o Facebook criou dois sistemas para esse vindouro robô, o SoundSpaces e o Semantic MapNet. Com eles, esse equipamento não vai transformar a convivência com as pessoas em algo desagradável. Pelo contrário. Com isso, a rede social e sua equipe de IA garantem que o futuro com a robótica será saudável e eficiente.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Divulgação/Facebook

O sistema SoundSpaces dá aos robôs a capacidade de interpretar sons. Para efeito de comparação, os atuais assistentes virtuais apenas ouvem palavras de alerta e, em seguida, usam o processamento de linguagem natural para interpretar comandos verbais como gatilhos. No caso dos autômatos, eles identificarão em qual cômodo da casa um telefone está tocando, por exemplo, para, depois, se localizar, ir até o aparelho, e atendê-lo ou pegá-lo para você.

De acordo com a postagem do blog, o SoundSpaces permite aos desenvolvedores treinar agentes de IA em ambientes 3D com acústica altamente realista. Isso abre uma série de novas tarefas de IA incorporadas, como navegar até um alvo emissor de som, aprender com a ecolocalização ou explorar com sensores multimodais.

Já o Semantic MapNet é um pouco mais complexo. De modo prático, esse sistema dá aos robôs a capacidade de navegar em seu ambiente usando visão computacional e o sistema SoundSpaces mencionado acima, ao mesmo tempo que reconhece correlações semânticas "baseadas em recursos". Em outras palavras, ele pode lembrar onde o sofá está com maior precisão do que simplesmente examinando pixels de imagens geradas por seus outros sensores.

Imagem: Divulgação/Facebook 

O Facebook descreve em seu blog:

Para realizar uma tarefa como verificar se você trancou a porta da frente ou recuperou um telefone celular que está tocando em um quarto no andar de cima, os assistentes de IA do futuro devem aprender a planejar sua rota, navegar com eficácia, olhar ao redor seu ambiente físico, ouvir o que acontecendo ao seu redor e construir memórias do espaço 3D

Não há uma previsão para quando o Facebook deve, de fato, lançar esses robôs no mercado, mas os trabalhos seguirão e devemos ter mais novidades em breve.

Fonte: The Next Web, Facebook

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.