NVIDIA trocou CEO por uma cópia digital do executivo e quase ninguém percebeu

NVIDIA trocou CEO por uma cópia digital do executivo e quase ninguém percebeu

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 13 de Agosto de 2021 às 13h19
Reprodução/Nvidia

Se você tem um produto, nada melhor do que demonstrá-lo na prática durante um anúncio para convencer o público de que ele é bom, correto? A Nvidia aproveitou essa ideia e, na GPU Technology Conference (GTC), em abril deste ano, colocou ferramentas do NVIDIA Omniverse em ação para criar uma cópia digital do próprio CEO, Jensen Huang, e do ambiente no qual ele se encontrava. E tudo sem que os espectadores notassem de imediato.

Tudo bem, a cópia do Jensen Huang não é das mais perfeitas na hora da ação — que começa na minutagem 1:02:29 e termina em 1:02:55 —, mas a ambientação facilmente engana os olhos menos atentos. A surpresa acontece no exato instante em que os objetos começam a flutuar e a cozinha é desmontada para dar espaço ao "mundo virtual", simbolizado quase como um Holodeck, do universo de Star Trek.

A cópia de Huang foi produzida baseada num modelo 3D do executivo, posteriormente programada com animações que imitam os simples gestos do executivo durante as apresentações virtuais. Não é uma cópia perfeita, mas, considerando que a exibição aconteceu exclusivamente por transmissão ao vivo, provavelmente muitos espectadores sequer notaram.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mostrando um pouco do desenvolvimento do ambiente virtual, a empresa liberou um making off do escaneamento do executivo e a “montagem” da cozinha digital. Para colaborar com a criação das animações, a NVIDIA utilizou uma tecnologia própria para adaptar as falas de Huang em expressões faciais.

O NVIDIA Omniverse é uma recente criação da companhia que conectar o mundo virtual ao real. O princípio da novidade é facilitar a execução de tarefas em equipe, com vários profissionais trabalhando no mesmo projeto ao mesmo tempo, em um ambiente que se pareça e comporte como o mundo físico, uma espécie de "metaverso".

Ainda há um bom caminho para trilhar, mas a tecnologia da companhia já se mostra eficiente o bastante para simular ambientes digitais com incrível fidelidade. Mais cedo ou mais tarde, outras demonstrações impressionantes também devem acontecer e tomara que a implementação seja ainda mais “invisível”.

Fonte: Nvidia

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.